Com retorno de Wellington, Athletico terá força máxima no clássico

O Furacão precisa vencer para deixar a zona de rebaixamento

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 11 (AFI) - Na zona de rebaixamento e há sete jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro, o Athletico terá força máxima para o clássico contra o Coritiba. O técnico interino Eduardo Barros negou poupar atletas visando o duelo pela Libertadores, no meio da semana. O treinador, no entanto, não divulgou a escalação e usou o último treinamento para testar cinco formações diferentes.

"Diante da importância do clássico e da nossa posição na tabela, ninguém vai ser poupado. Nós vamos conversar com os jogadores e comissão técnica e vamos com o clássico com força máxima", falou o treinador.

A principal novidade do Athletico é o volante Wellington. O jogador esteve envolvido em negociação com Corinthians e Grêmio, que encerrou nesta sexta-feira as conversas pelo atleta. Caso ele fique ao menos no banco de reservas, não poderá mais atuar por outra equipe da divisão.

Eduardo Barros prometeu força máxima no Fortaleza
Eduardo Barros prometeu força máxima no Fortaleza
"Os jogos que passaram, ficaram pra trás. Vamos focar todas as nossas forças no clássico. Vamos estudar o Coritiba, ver o que eles apresentam de maior fragilidade. Nós também precisamos corrigir para chegarmos o mais preparados possível para o clássico", completou o treinador.

DÚVIDAS!
Além de Wellington, a outra dúvida de Eduardo Barros é no setor ofensivo, entre Fabinho Geuvânio. O primeiro tem leve vantagem para iniciar entre os titulares no clássico.

O Athletico entra na rodada na 17ª colocação, com oito pontos, dentro da zona de rebaixamento. O primeiro fora da de gola é o Botafogo, com nove.

ATHLETICO: Santos; Jonathan, Felipe Aguilar, Thiago Heleno e Márcio Azevedo; Erick (Wellington), Christian e Cittadini; Fabinho (Geuvânio), Nikão e Bissoli. Técnico: Eduardo Barros.