Organizada sobe o tom, chama Sampaoli de "vacilão" e "exige" entrada de goleiro

"Ô Sampaoli, seu vacilão, ganhar do Santos virou obrigação", cantaram os membros da organizada

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 26 (AFI) - Os mesmos que carregaram Rafael Dudamel no colo, são aqueles que, hoje, criticam Jorge Sampaoli. A Galoucura, maior torcida organizada do Atlético-MG, foi à Cidade do Galo, nesta terça-feira, dia de jogo contra o Santos, protestar contra tudo e todos.

"Ô Sampaoli, seu vacilão, ganhar do Santos virou obrigação", cantaram os membros da organizada.

Protesto da Galoucura. (Foto: Divulgação)
Protesto da Galoucura. (Foto: Divulgação)

O Atlético-MG ocupa a quarta colocação no Campeonato Brasileiro com 54 pontos, a oito do líder Internacional. Dudamel, apoiado pela organizada em questão, deixou p Galo após dez jogos (quatro vitórias, quatro empates e duas derrotas), além de quedas vexaminosas para o Unión-ARG (primeira fase da Sul-Americana) e Afogados-PE (segunda fase da Copa do Brasil).

EXIGÊNCIA!
Além dos gritos contra o treinador argentino, a Galoucura "exigiu" a titularidade do goleiro Rafael. Els nã estariam satisfeitos com Everson, preferido de Sampaoli.

"Exigência" da Galoucura. (Foto: Reprodução)

"Rafael titular", dizia uma das faixas, enquanto os torcedores cantaram: "El, el, el, sai que é sua, Rafael".