Atlético-MG mantém trabalho bem planejado para revelar mais jogadores de qualidade

Júnior Chávare comanda o projeto revolucionário no Galo, baseado em sua experiência em Grêmio e São Paulo

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 23 (AFI) - O Atlético Mineiro tem no clube uma peça fundamental para descobrir jovens talentos, se trata de Júnior Chávare que vem realizando um grande trabalho como diretor das categorias de base e o clube já começou a colher os frutos com o surgimento de jogadores de qualidade, após a montagem do time de transição.

Anunciado no Atlético Mineiro em maio de 2019, Júnior Chávare vai completar no dia de Natal , um ano e sete meses de trabalho. E com o aproveitamento de vários atletas da base que realizam trabalho de transição com o profissional, além de conquistas de títulos, convocação de atletas para Seleção Brasileira de base.

SACHA DIZ QUE DOIS PRÓXIMOS JOGOS SÃO FATAIS

MUITAS REVELAÇÕES NO GREMIO
Há oito anos no Grêmio, o diretor realizou um grande trabalho que revelou mais de 12 atletas que renderam muito ao clube no lado financeiro, convocações para Seleção Brasileira e também

Chávare: especialista em desenvolver projetos vencedores
Chávare: especialista em desenvolver projetos vencedores

em conquistas como tricampeonato estadual 2018/19/20, além vice-campeonato Brasileiro de 2013, Copa do Brasil de 2016 e Libertadores de 2017,

jogadores como Ramiro e Luan hoje no Corinthians, Everton Cebolinha (Benfica-PORT), Wallace (Udinese-ITA), Alex Telles (Manchester United-ING), Wendell (Bayer Leverkusen-ALE), Matheus Henrique (Grêmio), Ferreira (Grêmio), Pepê (Grêmio), Jean Pyerre (Grêmio), Darlan (Grêmio), Pedro Rocha (Flamengo), Arthur (Juventus-ITA), entre outros.

INTEGRAÇÃO NO SÃO PAULO
Após sua saída do Grêmio em 2014 Júnior Chávare foi contratado pelo São Paulo e foi o grande responsável pela integração do futebol de base de Cotia com o profissional.

Em pouco menos de um ano realizou grande trabalho em que surgiram o zagueiro Éder Militão (Real Madrid-ESP) e David Neres (Ajax-HOL). Depois voltou ao Grêmio em 2017 e ficou pouco tempo. Em 2019 assumiu o comando da base do Atlético-MG.