Sem Sampaoli e com retorno de jogador, Atlético-MG se prepara para jogo atrasado

Líder do Brasileirão, o Galo tem 38 pontos, dois a mais que o Internacional, segundo colocado do campeonato

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, BH, 17 (AFI) - Após surto de Covid-19 no clube, o Atlético-MG terá alguns desfalques para o jogo desta quarta-feira, às 19h, no Mineirão, contra o Athletico-PR, em partida adiada, válida pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Líder do Brasileirão, o Galo tem 38 pontos, dois a mais que o Internacional, segundo colocado do campeonato. Se vencer, o Atlético abre boa vantagem na ponta da tabela.

SURTO DE COVID

Foto: Divulgação / Atlético-MG
Foto: Divulgação / Atlético-MG
Um surto de covid-19 pegou o elenco do Galo de surpresa no início desta semana. Na noite desta segunda-feira (16), a diretoria do Galo confirmou nove casos da doença em seu departamento de futebol.

Dentre eles está o técnico Jorge Sampaoli e o zagueiro Gabriel.

O restante são de pessoas da comissão técnica e pessoas que trabalham junto ao grupo.

Todos eles estão assintomáticos ou com sintomas leves da doença e já está em isolamento social, cumprindo quarentena.

Com isso, nenhum deles irá participar do jogo dessa quarta-feira, às 19h, contra o Athletico-PR e das duas rodadas seguintes.

DÚVIDA NO COMANDO

Com Desio, principal auxiliar de Sampaoli, e os preparadores físicos Pablo Fernandez e Marcos Fernandez afastados, há um impasse sobre quem comandará o time nesses duelos. A função deve ser exercida por Lucas Gonçalves ou pelo ex-jogador Eder Aleixo, que também fazem parte da comissão técnica.

Porém, uma boa notícia anima o Atlético para a partida com os xarás paranaenses. O lateral Guilherme Arana, que está servindo a seleção brasileira, vai retornar à Belo Horizonte a tempo e vai para a partida. Com isso, o Galo deve entrar em campo com: Everson; Guga, Réver, Igor Rabello e Guilherme Arana; Allan, Jair e Zaracho (Nathan); Vargas, Keno e Eduardo Sasha.