Dirigente diz que situação financeira de líder do Brasileirão é "delicadíssima"

O diretor de futebol Alexandre Mattos exaltou a ajuda dos conselheiros Rafael Menin e Rubens Menin

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 12 (AFI) - O Atlético-MG é o líder isolado do Campeonato Brasileiro e com um futebol que enche os olhos de todos. Mas nem tudo são flores na Cidade do Galo. A situação financeira do clube ainda é motivo de incômodo.

Em participação no programa do jornalista Paulo Azevedo, o diretor de futebol Alexandre Mattos classificou a situação financeira do Atlético-MG como "delicadíssima" e fez questão de exaltar a ajuda dos conselheiros Rafael Menin e Rubens Menin.

Alexandre Mattos comentou a situação financeira do Atlético-MG (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)
Alexandre Mattos comentou a situação financeira do Atlético-MG (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)
"O Atlético vive momento delicado financeiramente, muito delicado. De imaginar que não tenha receita corrente para fazer o seu dia a dia. Então o Atlético recorre muito ao amor do Rubens e Rafael ao clube. Cada atleticano tem que agradecer muito", disse Alexandre Mattos.

Sobre as exigências feitas pelo técnico Jorge Sampaoli em relação a reforços, o dirigente deixou tudo nas mãos dos conselheiros que estão ajudando financeiramente o Atlético-MG nas contratações desde o início do ano.

"Isso vai de acordo com o que foi combinado com Jorge Sampaoli antes, e está sendo cumprido. Algumas metas estão determinadas e concluídas, e outras ainda não. Por isso ainda temos brecha de fazer alterações, que podem ou não ocorrer", comentou Mattos.

Na liderança isolada do Brasileirão, com 30 pontos, o Atlético-MG volta a campo nesta quarta-feira, contra o Fluminense, às 21h30, no Mineirão, pela 16ª rodada.