Réver revela receio de voltar aos treinos e fala em "exceções" que quiseram "extrapolar"

Crítica de Réver é velada, mas todos sabem que, ao menos, dois jogadores do Galo furaram a quarentena

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 18 (AFI) - O Atlético-MG está próximo de voltar aos treinos, após os jogadores terem passado por testes de Covid-19. Nem todos os atletas, porém, está animados e confiantes para retomar o trabalho paralisado em meados de março.

"Acredito que 99% dos nossos atletas se cuidaram nessa quarentena, mas tiveram algumas exceções. Sempre acaba acontecendo e é inevitável. Nós sabemos como que as coisas funcionam nessa situação. Em meio período, a pessoa quer sair e extrapolar", disse o zagueiro Réver à Globo.

A crítica de Réver é velada, mas todos sabem que, ao menos, dois jogadores do Galo furaram a quarentena. Os gringos Cazares e Otero bateram uma bolinha em Santa Luzia, em Belo Horizonte.

Receio do capitão. (Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG)
Receio do capitão. (Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG)
"Imagino que a maioria acabou tendo esse pensamento de se cuidar, resguardar e pensar no próximo. Nisso que estamos passando, não seria justo colocar em risco e trazer essa doença, que está sendo tão cruel com todos nós, para dentro de casa", completou.

MEDO!
O zagueiro de 35 anos voltou a mostrar preocupação, mesmo com o Atlético seguindo os protocolos. Ainda mais próximo de tornar aos treinos, contato, esse tipo de coisa sem o tão falado distanciamento.

"É algo que está me deixando muito curioso para saber como vai ser, já que (ficaram) tanto tempo pedindo para manter esse distanciamento e agora, do nada, poder voltar e estar próximo dos seus companheiros correndo o risco, já que não sei se todos os atletas acabaram cumprindo o isolamento como foi pedido. É algo que nós preocupa também", finalizou.