Apresentado no Atlético-MG, Dudamel promete time mais jovem e com muito talento

Venezuelano deixou claro que o seu trabalho é marcado pela disciplina e pela "alta rotação" nos trabalhos

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 08 (AFI) - Dois dias após sua chegada ao Brasil, o técnico venezuelano Rafael Dudamel foi apresentado nesta quarta-feira no Atlético-MG e prometeu um time mais jovem e de muito talento na temporada de 2020. Em suas primeiras palavras na entrevista coletiva na Cidade do Galo, antes da reapresentação dos jogadores, o treinador ressaltou que esta será uma das características da equipe e pediu tempo para colocar em prática o seu estilo de jogo.

"Uma equipe mais jovem e com muito talento. Não queremos criar falsas expectativas. Sabemos que a imprensa e os torcedores estão receosos em saber quem serão os nomes (dos jogadores que vão compor o plantel). Venho com respeito a todos. Com muito trabalho vamos chegar a um nível superior", disse Dudamel, que assinou contrato com o clube mineiro até o final de 2021.

"Minha mensagem para o torcedor é que o Dudamel veio para ganhar. Como vamos ganhar? Tempo. O tempo para alcançar os triunfos depende da razão, não da emoção. Há exemplos muito próximos que o dinheiro não é melhor opção para ganhar o triunfo. Muitas vezes, com muito dinheiro, alcançamos o triunfo, mas são alegrias curtas, logo a instituição tem um vazio muito grande".

Time jovem para ganhar. (Foto: Atlético-MG / Divulgação)
Time jovem para ganhar. (Foto: Atlético-MG / Divulgação)
"Nesse curto tempo, o Atlético-MG viveu de muitas alegrias e, hoje, tem uma estrutura fantástica que o jogador deve desfrutar e valorizar para se entusiasmar a dar valor ao clube. O jogador deve mostrar a melhor maneira de triunfar porque se não a porta está aberta e ai teremos que mudar de lugar", prosseguiu.

DISCIPLINA!
O venezuelano deixou claro que o seu trabalho é marcado pela disciplina e pela "alta rotação" nos trabalhos. Sua missão será buscar sempre a vitória e retomar a ânsia por elas e por títulos.

"Falo que teremos muito trabalho pela frente. Isso é fundamental. Mas o mais importante de todos é que o talento do nosso plantel é poder recuperar a ânsia pelo triunfo, que os jogadores que chegarem ao Atlético-MG tenham a ânsia de defender a camisa do Atlético-MG. Se não tivermos isso, nem Dudamel, nem ninguém estará tranquilo no Atlético-MG. Por isso, os trabalhos de campo serão fundamentais para preparar a equipe. Mas o mais importante é que os jogadores sintam o desejo de ganhar pelo Atlético-MG".

Goleiro de destaque da seleção da Venezuela e dos clubes por onde passou - casos de Deportivo Cali, Millonarios e América de Cali, todos na Colômbia -, Dudamel, hoje com 47 anos, revelou que seu estilo de jogo é uma mistura de tudo que aprendeu com seus treinadores.

"Uma mescla, uma combinação. Em minha carreira como jogador pude aprender muito com meus treinadores, venezuelanos, colombianos, argentinos, iugoslavos... Isso me permitiu ter uma cultura futebolística tática muito ampla. Na parte tática, tenho muito da escola colombiana, uma escola que deu muitos resultados. Da europeia, absorvi a intensidade, o profissionalismo, o trabalho", completou.