Mancini faz mistério e não garante Jair em campo contra o Fluminense

Galo pegará o Fluminense neste sábado, às 19 horas, no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pela 33ª rodada

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 15 (AFI) - Como de costume, o contestado Vágner Mancini resolveu fazer mistério no Atlético-MG. Criticado por boa parte da torcida do Galo, o comandante diz que ainda não se decidiu se colocará em campo o volante Jair diante do Fluminense neste sábado, às 19 horas, no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pela 33ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

"(Jair) ainda não está na forma ideal, mas é um atleta que tem lastro, que pode, de repente, iniciar a partida, ou até entrar durante o jogo. Aí está minha dúvida. Entre ele, Vinicius, Cazares, Bruninho. Tentar achar o meio-campo que se encaixe melhor", disse o misterioso Mancini.

O Atlético, apesar de estar na zona da Sul-americana, poderá se complicar em caso de tropeço. O Galo ocupa o 12º lugar com 40 pontos, enquanto o Fluminense abre a zona de rebaixamento com 34.

"Quando você enfrenta uma equipe que está numa situação dessa na tabela, certamente você vai jogar diante de um time que vai tentar pressionar, sufocar. Vai tentar buscar de qualquer maneira o resultado. É importante que seu time saiba disso, que seja um time emocionalmente preparado para o que pode acontecer. A pressão em cima do árbitro, do bandeirinha, os gandulas que querem repor a bola rapidamente", analisou o treinador.

Esconde-esconde de Mancini. (Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG)
Esconde-esconde de Mancini. (Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG)
DESESPERO!

"Tudo isso faz parte de um jogo, de um ambiente de jogo, e é importante você estar atento. Mas o fundamental é que você jogue futebol e saiba explorar um certo desespero, se acontecer. Saber que uma saída rápida pode gerar um desequilíbrio emocional no adversário, que um gol marcado também pode aumentar ainda mais a pressão, e isso pode nos beneficiar", completou Mancini.

O Galo deverá atuar com Cleiton; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison, Jair (Vinícius ou Bruninho), Luan, Cazares e Marquinhos; Di Santo.