Lateral pede desculpas a atleticanos e volta a treinar com grupo

De acordo com Guga, a intenção era fazer uma brincadeira com familiares e amigos

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 25 - Dois dias após ser cortado da concentração do Atlético Mineiro para o confronto com o Athletico Paranaense por ter divulgado vídeo nas redes sociais em que comemorava a conquista do título da Copa Libertadores pelo Flamengo, o lateral-direito Guga voltou a se manifestar, mas agora em tom de desculpas. Ele afirmou ter errado em seu ato e retomou a rotina de treinos após reunião com membros da diretoria.

BRINCADEIRA
Guga pediu desculpas aos torcedores do Atlético. (Foto: Divulgação / Atlético)
Guga pediu desculpas aos torcedores do Atlético. (Foto: Divulgação / Atlético)

De acordo com Guga, a intenção era fazer uma brincadeira com familiares e amigos.

Mas ele admitiu que seu ato repercutiu muito mal com os torcedores do Atlético-MG.

O lateral afirmou ser grato ao clube, lembrando que foi convocado para a seleção brasileira olímpica pelo seu desempenho com a camisa do time, e prometeu trabalho e bom futebol dentro de campo para recuperar o apoio e carinho do torcedor do clube.

"Fala, Massa! Estou vindo aqui para pedir perdão aos torcedores, à instituição Atlético e ao grupo. Vim aqui assumir meu erro. Estava em uma brincadeira entre amigos e familiares. Errei ao postar o vídeo. Sou muito grato ao Galo por tudo que vivi este ano. Cheguei à Seleção graças ao Galo."

"Fui muito bem recebido por todos vocês torcedores, sempre dei minha vida todos os dias aqui. Vou fazer de tudo para reverter essa situação e só posso fazer isso dentro de campo. Nada mais do que dar a minha vida, continuar dando a vida dentro de campo para voltar a dar alegria a vocês. Vim aqui para pedir perdão, desculpas. Sei que é difícil, mas farei de tudo para reverter isso", afirmou Guga em vídeo publicado no seu perfil no Instagram.

RIVALIDADE HISTÓRICA

O Flamengo é um rival histórico do Atlético-MG, com os clubes tendo se enfrentado em vários confrontos de peso entre o fim da década de 1970 e a década de 1980, mas também em outros duelos marcantes nos anos mais recentes.

Por isso, ver Guga comemorando a conquista da Libertadores pelo clube carioca no último sábado irritou os torcedores da equipe mineira.

PRONUNCIAMENTO

Nesta segunda-feira, o diretor de futebol do Atlético-MG, Rui Costa, se pronunciou sobre o incidente e afirmou que o erro de Guga "foi grave" e acarretou ao jogador uma punição financeira.

"A partir de hoje, ele retoma as atividades com o clube. É um ativo do clube. Ouvi especulações de que ele seria afastado, contrato rescindido. Isso não existe. Ele cumprir a punição imediata e será punido financeiramente", comentou o dirigente.

SOB PRESSÃO

Rui Costa também apontou que Guga sabe agora estar sob pressão e vigilância dos torcedores do clube.

Ele revelou que o jogador pediu desculpas pelo seu ato durante o encontro.

"Tivemos reunião da quase duas horas e meia. Ele está absolutamente ciente da consequência do ato, do ponto de vista da relação com a torcida, clube, companheiros. Ele viveu toda a pressão e todo o aspecto pedagógico do ato", afirmou.

JOGOS PELO ATLÉTICO

Contratado junto ao Avaí pelo Atlético-MG no início da temporada, Guga chegou ao clube para repor a saída de Emerson, negociado com o Barcelona, que o repassou ao Betis na Espanha.

O lateral disputa a titularidade com Patric e já atuou pelo clube 35 vezes nesta temporada. Seu contrato vai até dezembro de 2023, sendo que ele foi convocado diversas vezes para a seleção olímpica, tendo sido campeão do Torneio Maurice Revello, o tradicional Torneio de Toulon.