Em crise, Atlético-MG deixa Independência e leva jogo com o Goiás para o Mineirão

"Tudo vale. O Mineirão também é a casa do Atlético e mais gente pode ir ao estádio, pela capacidade maior", disse Vagner Mancini

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 01 - Em crise, o Atlético Mineiro decidiu mudar de casa para tentar reagir no Campeonato Brasileiro. Nesta sexta-feira, o clube comunicou que o seu próximo duelo como mandante foi transferido do estádio Independência para o Mineirão. Será na próxima quarta-feira, às 20 horas, quando o time receberá o Goiás, pela 31ª rodada.

Desde 2012, o Independência vem sendo o palco preferencial do Atlético-MG, tanto que nesta edição do Brasileirão o time só mandou um jogo no Mineirão, a derrota por 2 a 0 para o Palmeiras. "Tudo vale. O Mineirão também é a casa do Atlético e mais gente pode ir ao estádio, pela capacidade maior", disse o técnico Vagner Mancini.

Agora, então, voltará ao estádio, em decisão tomada pela diretoria apenas dois dias após a derrota para a Chapecoense, no estádio do bairro Horto, sob protestos do seu torcedor. Foi a sexta derrota em 15 duelos no Independência no torneio, com mais sete vitórias e dois empates.

DOIS JOGOS SEGUIDOS NO MINEIRÃO

Coincidentemente, a mudança do local da partida contra o Goiás fará o Atlético-MG disputar dois jogos consecutivos no Mineirão, pois em 10 de novembro o time vai ser visitante em clássico contra o Cruzeiro.

Em péssimo momento, com apenas 35 pontos, em 13º lugar no Brasileirão e vantagem de seis para a zona de rebaixamento, o Atlético-MG vai fazer promoção nos preços dos ingressos para o duelo com o Goiás. O ingresso terá preço único de R$ 20, mas sócios da modalidade Galo na Veia Prata vão pagar apenas R$ 5.

PRÓXIMO DUELO

Antes do confronto com o Goiás, o Atlético-MG entra em campo neste sábado paras encarar o Fortaleza, no Castelão.

O time não poderá contar com Otero e Cazares, suspensos, e também vai poupar Leonardo Silva.

Assim, a tendência é que o Atlético-MG entre em campo com a seguinte formação: Cleiton; Guga, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison, Elias, Nathan, Luan e Geuvânio; Di Santo.