Atlético-MG quer encerrar sequência negativa para retornar ao G6

O Galo vem de três derrotas seguidas no Brasileirão e enfrenta o Botafogo, no domingo

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 06 (AFI) - Pressionado pelas três derrotas seguidas no Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG enfrenta o Botafogo, neste domingo, às 16 horas, no Estádio Nilton Santos, pela penúltima rodada do primeiro turno, para fazer as pazes com a vitória e retornar ao G6.

A última vez que o Atlético-MG venceu pelo Brasileirão foi há quase um mês - 2 a 1 sobre o Fluminense, em Belo Horizonte. Depois disso, perdeu para Athletico-PR, Bahia e Corinthians - todos por 1 a 0. A sequência negativa fez o time estacionar nos 27 pontos e sair do grupo e classificação para a Libertadores.

"Estamos vindo de três jogos sem somar pontos e isso é algo que incomoda bastante, ainda mais para quem tem pretensões e objetivos dentro da competição. Mesmo jogando fora de casa, temos que somar pontos", afirmou o zagueiro Réver.

O goleiro Wilson vai fazer sua estreia com a camisa do Atlético-MG neste domingo
O goleiro Wilson vai fazer sua estreia com a camisa do Atlético-MG neste domingo

A atividade comandada por Rodrigo Santana na última sexta-feira foi fechada para a imprensa. Apesar de terem sido poupados, o lateral-esquerdo Fábio Santos, com amigdalite, e o atacante Ricardo Oliveira, com torcicolo, não preocupam e serão titulares.

ESTREIA

A grande novidade é a estreia do goleiro Wilson. Contratado na última quarta-feira junto ao Coritiba para a sequência da temporada, o jogador de 35 anos entra no lugar de Cleiton, que está com a seleção olímpica. Victor, Michael e Uilson seguem lesionados.

"Estou à disposição do treinador para se tiver que atuar no fim de semana, já com uma experiência, uma longa bagagem de Série A. Isso não vai ser problema nenhum. Se tiver que atuar domingo, estou à disposição para ajudar a todos", disse Wilson.

O provável Galo para esse jogo é: Wilson; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Jair; Elias, Vinícius, Cazares e Chará; Ricardo Oliveira.