Mineiro: Técnico do Atlético-MG usa da ironia para defender jogadores criticados

O lateral Patric e o volante Elias foram os principais alvos dos torcedores após a derrota para o Nacional

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 15 - A derrota por 1 a 0 para o Nacional-URU na segunda rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, terça-feira, tirou o equilíbrio de Levir Culpi.

E o técnico usou de muita ironia durante a entrevista desta sexta-feira para defender Patric e Elias das críticas que sofreram após o revés no Uruguai, que deixou o time em situação difícil na competição sul-americana, após dois revezes consecutivos.

"Há quantos anos o Patric está no Atlético? Quem é essa pessoa dentro do Atlético que segura um jogador que não é bom? Você acha que esse jogador tem essa força toda para ficar dez anos aqui no Atlético?", ironizou o experiente treinador.

TÁ COM MORAL
Em seguida, Levir enumerou elogios ao seu jogador.

O técnico Levir Culpi saiu em defesa de jogadores criticados pela torcida do Atlético-MG
O técnico Levir Culpi saiu em defesa de jogadores criticados pela torcida do Atlético-MG

"Já jogou bem aqui, já jogou bem fora daqui. Joga em uma posição que tem pouquíssimos jogadores. Nós não conseguimos contratar um lateral-esquerdo e estamos no mercado.

É um cara muito profissional, querido por todos. Não é um perna de pau.

Não sei como te responder isso, o que gera essa coisa neurótica de escolher um cara para Cristo."

ELIAS TAMBÉM FOI DEFENDIDO
Depois, o técnico do Atlético concentrou suas atenções em Elias, que teve duas passagens marcantes e vitoriosas pelo Corinthians, fato que também foi lembrado com ironia por Levir. O jogador atuou fora de posição grande parte do jogo em Montevidéu na última terça.

Segundo volante de origem, o atleta foi colocado para atuar na ponta esquerda, com a função de bloquear os avanços do lateral-direito do Nacional.

"Vocês lembram. O Elias tem um histórico péssimo. Foi horrível no Corinthians. Nunca fez nada no Corinthians, nunca fez nada aqui. Este é o conceito do cara? Existe uma neurose. Ela ganha embasamento com os resultados dos jogos e com os desempenhos? Não. Não vem jogando muito bem. Vamos matar os dois? Tira os dois e traz mais dois? Não é assim que funciona".

"É como família. Se vocês agissem assim com os filhos de vocês, vocês matavam todos. Vamos ter um pouco mais de calma. Ninguém está aqui para brincar. Todo mundo está aqui para vencer. Isso aqui é a nossa profissão", disse o comandante.

PACIÊNCIA?
Líder do Campeonato Mineiro, o Atlético enfrenta o América, domingo, no clássico da penúltima rodada da fase de classificação da competição. Levir aproveitou para pedir um pouco de calma para a torcida antes deste confronto no Mineirão.

"Ninguém quer perder o jogo. Peço para os torcedores um pouco de compreensão e, dentro do possível, foram feitas algumas mudanças. Times com muitas mudanças vão ser sempre 'verde', nunca entrosado. Agora nós temos um clássico contra o América, um jogo muito importante e nós vamos procurar fazer o nosso melhor", projetou.