Nacional-URU 1 x 0 Atlético-MG - Galo perde mais uma e se complica na Libertadores

Com a segunda derrota em dois jogos, o time comandado por Levir Culpi vê a classificação mais distante

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 12 (AFI) - Acostumado com viradas épicas, o Atlético-MG vai precisar colocar mais uma vez o "Eu Acredito" em ação se quiser continuar vivo na Copa Libertadores. A derrota para o Nacional, por 1 a 0, no Gran Parque Central, deixou a situação do Galo bastante complicada no Grupo E.

Essa foi a segunda derrota atleticana em dois jogos. Ainda sem pontuar e amargando a lanterna da chave, o Galo pode ver a diferença para o vice-líder ficar em seis pontos nesta quarta-feira, quando o Cerro Porteño recebe o Zamora, no Paraguai. Já o Nacional chegou aos seis e assumiu a liderança de forma provisória.

NADA DE GOLS
Apesar da pressão exercida pelos torcedores do Nacional, o Atlético-MG começou bem a partida e tinha mais posse de bola.

Aos 16 minutos, Cazares cobrou falta na segunda trave e Luan, de bicicleta, mandou por cima. Fábio Santos reclamou do companheiro, pois chegava em melhor condição para finalizar.

POR CIMA
Aos 23, Patric levantou e Ricardo Oliveira cabeceou por cima, sem levar perigo ao goleiro Conde. Na sequência, a zaga do Nacional saiu jogando e errado e deixou a bola nos pés de Cazares, que dominou e mandou nas mãos do camisa 1 adversário. A resposta uruguaia veio aos 31.

Santiago Rodríguez fez boa jogada individual e cruzou rasteiro. Fábio Santos furou ao tentar tirar e viu a bola cair nos pés de Carballo, que dominou e bateu rasteiro para fora. A melhor oportunidade do jogo até então foi criada pelo Galo aos 34, quando José Welison arriscou de longe e viu a bola explodir na trave.

Bergessio sobe mais que Igor Rabello para fazer o único gol da vitória do Nacional sobre o Atlético-MG
Bergessio sobe mais que Igor Rabello para fazer o único gol da vitória do Nacional sobre o Atlético-MG

QUE BOBEADA
A etapa final começou movimentada. Logo aos seis minutos, Ricardo Oliveira acertou o travessão, mas o bandeirinha já assinalava impedimento do atacante atleticano.

Na sequência, Chory Castro fez boa jogada pela esquerda e cruzou rasteiro, mas a zaga alvinegra chegou antes para impedir o gol adversário.

BASTANTE EQUILIBRADO
O jogo era bastante equilibrado, mas o Atlético-MG foi surpreendido aos 26 minutos. Viña fez boa jogada pela esquerda e cruzou para a área. Bergessio subiu mais que Igor Rabello e cabeceou sem chances para Vitor.

O gol uruguaio fez o técnico Levir Culpi realizar duas alterações - Chará e Guga entraram nos lugares de Jair e Patric, respectivamente.

Aos 30, Ricardo Oliveira recebeu em boas condições, invadiu a área e chutou cruzado. A bola passou perto. Logo depois, Guga cruzou rasteiro e Luan bateu de primeira com muito perigo. O Nacional recuou nos minutos finais, mas mesmo assim conseguiu segurar a vitória.

PRÓXIMOS JOGOS
O Nacional volta a campo apenas no dia 2 de abril, quando enfrenta o Cerro Porteño, no La Olla Azulgrana, em Assunção, enquanto o Atlético-MG recebe o Zamora, no dia seguinte, no Mineirão, em Belo Horizonte. Os jogos são válidos pela terceira rodada.

Ficha Técnica

Fase
Fase de Grupos
Rodada
2ª rodada
Data
12/03/2019
Horário
21h30
Local
Parque Central - Montevidéu (URU) ()
Árbitro
Roberto Tobar (CHI)

Assistentes

Cartões Amarelos
Nacional-URU: Angeleri, Viña
Atlético-BRA: Igor Rabello, José Welison, Ricardo Oliveira

Gols
Nacional-URU: Bergessio 26' 2T
Nacional-URU
Conde;
Zunino, Angeleri, Rafael García e Viña;
Arzura, Gabriel Neves, Carballo e Santiago Rodríguez (Carvalho);
Chory Castro (Ramirez) e Bergessio (Fernández).
Técnico: Eduardo Domínguez
Atlético-BRA
Victor;
Patric (Guga), Réver, Igor Rabello e Fábio Santos;
José Welison (Alerrandro), Jair (Chará), Elias, Cazares e Luan;
Ricardo Oliveira.
Técnico: Levir Culpi