Fábio Santos afirma que problemas internos influenciam para má fase do Atlético-MG

Quando você pega um trabalho mais organizado, mais consistente, a chance de dar certo dentro de campo é maior", afirmou o lateral

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 06 (AFI) - O Atlético-MG passa por um momento delicado dentro e fora de campo. Para o lateral-esquerdo Fábio Santos, um dos líderes do elenco, as mudanças – do treinador e do diretor de futebol - e os salários atrasados estão atrapalhando na continuidade do Campeonato Brasileiro.

“Não sei dizer a medida, a porcentagem, mas é óbvio que influencia. Quando você pega um trabalho mais organizado, mais consistente, a chance de dar certo dentro de campo é muito maior. Se você pega um clube instável, com salário atrasado, mudança de treinador e mudança de diretor, a chance de dar errado dentro de campo é grande também”, afirmou Fábio Santos.

MUDANÇAS
O Galo passou por duas mudanças significativas no mês de outubro. Após a demissão de Thiago Laghi, Levir Culpi assumiu o comando técnico da equipe. E na diretoria de futebol, Sérgio Câmara, presidente do clube, demitiu Alexandre Gallo, e, o então coordenador das categorias de base e ex-atacante do Atlético-MG, Marques assumiu o posto interinamente até o final do ano.

SITUAÇÃO DO GALO
Com apenas uma vitória nas últimas oito partidas disputadas, a situação do Atlético-MG é preocupante no Brasileirão. Na sexta colocação e com os mesmos 46 pontos do Santos, primeiro clube fora do G6, o Galo está com a vaga na Pré-Libertadores ameaçada.

Além da dificuldade dentro de campo, os jogadores ainda não receberam os salários condizentes com o mês de Setembro.

Fábio Santos é um dos líderes do elenco (Foto: Divulgação/Atlético-MG)
Fábio Santos é um dos líderes do elenco (Foto: Divulgação/Atlético-MG)

Fábio Santos falou sobre o cenário atleticano.“A responsabilidade é de todos: diretoria, jogadores, comissão técnica. Quando as coisas não acontecem, é óbvio que não é só dentro de campo o principal problema. É óbvio que tem alguns problemas a serem resolvidos. Agora, é o momento de a gente se fechar quanto a isso, jogador, comissão e diretoria. Porque a gente tem um objetivo muito claro e é nisso que a gente vai focar.”

PRÓXIMA PARTIDA
Os jogadores do Atlético afirmam que o grupo está fechado e focado em uma vaga na Libertadores. E para continuar na luta, o Galo tem a necessidade de vencer o Palmeiras, no Independência, neste domingo, às 17h.

 
 
" />