Apesar de má fase, Ricardo Oliveira diz que não falta empenho ao Atlético-MG

O Galo passou todo o mês de outubro sem conquistar nenhuma vitória

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 01 (AFI) - A fase do Atlético-MG no Campeonato Brasileiro não é das melhores há algum tempo. O time passou todo o mês de outubro sem uma vitória sequer, o que fez com as chances de título evaporassem e a ameaça de ficar sem uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores se tornasse realidade. Com 46 pontos, a equipe está na sexta colocação, ainda dentro da zona de classificação à competição continental, mas tem o Santos na cola com a mesma pontuação. Só está na frente por ter vencido uma vez a mais (13 a 12) após 31 rodadas.

Os jogadores e o técnico Levir Culpi, que assumiu o comando há duas semanas, reconhecem a má fase do time, mas garantem que não falta empenho em campo. Um dos que comentaram a situação nesta quinta-feira foi o centroavante Ricardo Oliveira.

"Está todo mundo se empenhando, procurando acertar e as coisas não estão acontecendo. Mas tem empenho, está todo mundo tentando e, às vezes, você não consegue, as coisas não saem como gostaríamos. Mas não deixamos de acreditar que ainda é possível e que essa coisa pode mudar. Faltam sete jogos, não podemos baixar a nossa guarda, precisamos acreditar em nós mesmos, está todo mundo dentro do mesmo barco e precisamos remar para o mesmo lado. Então, são sete jogos fundamentais e podemos salvar um ano que, até o momento, não está sendo bom", disse o atacante.

O volante Adilson espera que o time comece a reação já neste sábado contra o Grêmio, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 32.ª rodada. "Temos que dar uma resposta imediata para o torcedor porque não temos mais tempo a perder", afirmou. "É um momento difícil tanto para o Levir quanto para a gente. É uma situação que, talvez, ele nunca tenha enfrentado na carreira, de pegar uma equipe na reta final e em momento instável. Então, é difícil para ele e para nós também".

Nesta quinta-feira, Levir Culpi comandou um coletivo na Cidade do Galo, no penúltimo treino antes da partida contra o Grêmio. A atividade foi seguida de treino de jogadas de bola parada. O time titular escalado foi: Victor; Emerson, Leonardo Silva, Maidana e Fábio Santos; Adilson, Elias, Cazares (Matheus Galdezani) e Terans; Chará e Denilson. Ricardo Oliveira ficou de fora da atividade e só fez exercícios físicos na academia.

 
 
" />