Apresentado, Marques pede união no Atlético-MG em 'momento de turbulência'

Marques vinha atuando como coordenador das categorias de base. Ele é extremamente identificado com o clube e a torcida

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 31 - Ídolo do Atlético-MG, o ex-atacante Marques foi apresentado nesta quarta-feira como novo diretor de futebol do clube. Contratado para a vaga que era de Alexandre Gallo, demitido na última terça, ele admitiu o "momento conturbado" que o time alvinegro atravessa e avaliou que a união é a melhor receita para tirá-lo desta fase.

"O momento é de turbulência, mas tenho certeza absoluta, e esse foi nosso tom de conversa no vestiário na apresentação aos jogadores, de unidade. Por ter jogado com essa camisa quase 400 vezes, entendo perfeitamente que o momento pede união, de clube, presidente, direção, atletas e, acima de tudo, da torcida, do barulho da torcida", declarou.

FASE COMPLICADA DENTRO E FORA DE CAMPO
Se fora de campo a fase é complicada, dentro dele não é diferente. Em outubro, o Atlético-MG não venceu e marcou apenas um gol em quatro jogos disputados pelo Campeonato Brasileiro.

O retrospecto resultou nas demissões de Gallo e do técnico Thiago Larghi, além de ter feito o time estagnar na sexta colocação da tabela, colocando em risco uma vaga na Libertadores que parecia certa.

"A campanha do segundo turno é, de fato, muito ruim, mas está em jogo a nossa classificação para a Libertadores. É o que temos para a temporada do ano que vem e vamos buscar, o torcedor pode ter certeza disso", comentou Marques.

O ex-atacante Marques foi apresentado nesta quarta-feira como novo diretor de futebol do clube (Foto: Divulgação/Atlético-MG)
O ex-atacante Marques foi apresentado nesta quarta-feira como novo diretor de futebol do clube (Foto: Divulgação/Atlético-MG)

G6 AMEAÇADO
Em sexto lugar, o Atlético-MG tem os mesmos 46 pontos do Santos, que está em sétimo e é o primeiro clube fora do G6. Para impedir a saída da zona de classificação para a Libertadores, o time mineiro precisa vencer o rival direto Grêmio, quinto colocado, em confronto que acontecerá neste sábado, no Independência.

"É um adversário direto e, com o apoio da nossa torcida, temos tudo para conseguir uma arrancada, virar a página e escrever uma trajetória positiva até o final da competição, com a vaga na Libertadores. Não vai ser fácil, obviamente, mas, com o apoio do torcedor, na arquibancada, vamos deixar todo nosso suor em todos os jogos, até o final", declarou o dirigente.

SOBRE MARQUES
Marques vinha atuando como coordenador das categorias de base. Ele é extremamente identificado com o clube e a torcida, afinal, atuou por lá em três passagens - de 1997 a 2002, entre 2006 e 2007 e de 2008 a 2010 - e conquistou três Campeonatos Mineiros, além de uma Conmebol e do vice do Brasileirão em 1999.

 
 
" />