Larghi celebra melhora defensiva do Atlético-MG e projeta equilíbrio

Melhor ataque do Brasileirão, o Galo diminuiu a produção nas últimas rodadas, mas passou também a ser menos vazado

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 07 (AFI) - Melhor ataque do Campeonato Brasileiro, com 38 gols marcados, o Atlético Mineiro diminuiu a produção ofensiva nas últimas rodadas, mas pode comemorar a melhora do sistema defensivo. A última vez que a equipe treinada por Thiago Larghi sofreu dois gols em uma mesma partida foi em 30 de julho, no empate por 2 a 2 com o Bahia, fora de casa, pela 16.ª rodada do Brasileirão.

"A ideia é a gente continuar assim e melhorar. A gente teve uma defesa sólida contra o São Paulo, que se comportou bem, mas nosso ataque pode melhorar e a gente acredita nisso. Eu continuo pensando que o principal é defender a atacar bem. Nem são cobranças, é um processo de evolução do time. O importante é que todo mundo é responsável por defender e atacar", pregou o treinador em entrevista coletiva nesta sexta-feira, na Cidade do Galo.

Nas últimas sete partidas, foram quatro gols sofridos e oito marcados. A maior solidez defensiva e as defesas de Victor barraram as iniciativas do São Paulo, então líder do Brasileirão na última quarta-feira, e garantiram a vitória por 1 a 0. Outro fator exaltado por Larghi foi a presença da torcida atleticana, que lotou o Independência.

"É fundamental. Nosso time sabe bem disso e a torcida também. Nesse jogo, fico bem claro o papel da torcida, o apoio que eles conseguem transmitir para o time dentro de campo. E nosso time vem trabalhando forte para conseguir retribuir esse apoio da torcida da torcida. A gente acredita nessa sinergia para mais uma vitória segunda-feira", disse o técnico, que nas duas últimas partidas não contou com Elias - o volante foi suspenso pelo STJD porque disse que o Atlético-MG foi "assaltado" na derrota por 3 a 2 para o Palmeiras, pela 14.ª rodada.

"É ruim ficar de fora, ainda mais por suspensão que não ocorreu dentro do jogo. Trabalhei para poder retornar e voltar bem, para dar sequência nessa vitória que tivemos em casa. O torcedor vem fazendo a parte dele, vem lotando o estádio. Acho que 75%, 80% dos jogos foram com o estádio cheio, a torcida empurrando. A gente espera que, com a ajuda deles, a gente possa vencer mais um jogo dentro de casa", comentou Elias.

 
 
" />