Larghi escala suspensos, mas STJD mantém gancho a dupla do Atlético-MG

Treinador estava esperançoso de que o departamento jurídico do clube conseguiria um efeito suspensivo

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 03 - O time do Atlético Mineiro treinou na tarde desta sexta-feira, na Cidade do Galo, onde o técnico Thiago Larghi escalou a sua equipe com os suspensos Elias e Matheus Galdezani no meio-campo titular em um trabalho tático. O treinador estava esperançoso de que o departamento jurídico do clube conseguiria um efeito suspensivo para que ele pudesse mandar a campo a dupla na próxima segunda, contra o Internacional, às 20 horas, no estádio Independência, em Belo Horizonte, no fechamento da 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Porém, no início da noite desta sexta, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) deferiu apenas parcialmente o pedido de efeito suspensivo do clube mineiro. Relator responsável pelo processo do time no Pleno do tribunal, o auditor Mauro Marcelo de Lima e Silva só anulou uma multa de R$ 15 mil que havia sido aplicada ao presidente do clube, Sérgio Sette Câmara, mas manteve o gancho de 40 dias ao dirigente e também as duas partidas de suspensão a Matheus Galdezani e Elias.

PUNIÇÕES
A dupla, assim como o mandatário alvinegro, foi punida por causa de críticas intempestivas ao juiz carioca Péricles Bassols Cortez, alvo da revolta de atleticanos por sua arbitragem na derrota por 3 a 2 para o Palmeiras, no último dia 22 de julho, no Allianz Parque, pela 14ª rodada do Brasileirão.

Galdezani foi suspenso por dupla infração desrespeitosa contra a arbitragem, enquanto Elias acabou denunciado e punido por reclamações disparadas logo após o fim do jogo, em entrevista concedida ainda no gramado. Já Sette Câmara foi sancionado por se manifestar de forma ofensiva contra a arbitragem e também contra a CBF em uma publicação furiosa em uma rede social após a mesma partida.

Assim, o Atlético-MG agora tem Galdezani e Elias como desfalques definitivamente confirmados contra o Internacional. Como "consolo" para a decisão do STJD, Larghi poderá contar com o retorno do zagueiro Leonardo Silva, poupado do jogo contra o Bahia por desgaste muscular, na última segunda-feira, em Salvador, onde os dois times empataram por 2 a 2 na rodada passada do Brasileirão. Ele voltará ao time no lugar de Gabriel, escalado na capital baiana.

FÁBIO SANTOS
A melhor notícia para o treinador atleticano nesta sexta-feira foi o retorno do lateral-esquerdo Fábio Santos. O jogador mostrou estar recuperado de uma torção no tornozelo esquerdo, sofrida na vitória por 2 a 0 sobre o Paraná, no último dia 25 de julho, na capital mineira, e acabou desfalcando o time em Salvador.

Ainda não se sabe, porém, se Larghi promoverá o retorno do atleta na segunda-feira. O comandante, por sinal, elogiou nesta sexta-feira Carlos Gabriel, escolhido para substituir o titular da posição no decorrer do confronto diante do Paraná. Entretanto, optou por escalar Juninho na ala esquerda na partida contra o Bahia.

"O Carlos Gabriel, que a gente chama de Hulk, é um jogador que treina bem, em bom nível, e a oportunidade está aparecendo para ele. A opção do Juninho foi mais questão do jogo fora de casa. O Bahia tinha um time alto também. Então, a gente procurou o Juninho em uma questão mais defensiva. Agora, em um jogo em casa, a gente tende a colocar o Hulk porque vamos precisar propor mais o jogo e ser um pouco mais ofensivo. Esperamos que ele nos ajude nisso, mas cobramos muito a parte defensiva dele porque lateral, primeiramente, tem que defender bem", ressaltou Larghi, em entrevista coletiva.

O elenco atleticano voltará a treinar às 10 horas deste sábado, quando o treinador deverá testar uma nova formação titular, agora certamente sem a presença de Elias e Galdezani, visando a definição do time que enfrentará o Inter dois dias depois.

 
 
" />