Copa do Brasil: Após outra eliminação, torcedores picham a sede do Atlético-MG

San Lorenzo, na Sul-Americana, e Chapecoense, no mata-mata nacional, eliminaram o Galo, que convive com a crise desde o Mineiro

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 17 (AFI) - É inegável: desde que perdeu para o Cruzeiro, na final do Campeonato Mineiro, o Atlético-MG convive com a crise. Na última semana, ela se agravou com a queda para o San Lorenzo, na Copa Sul-Americana. A paciência da torcida alvinegra chegou ao fim nesta quinta, com a eliminação na Copa do Brasil para a Chapecoense. Insatisfeitos com esse cenário, torcedores picharam a sede administrativa do clube, no bairro de Lourdes, em Belo Horizonte.

Fotos dos vidros pichados da sala de troféus têm circulado em grupos de Whatsapp desde o final da disputa de pênaltis na Arena Condá. Nas imagens, é possível ler expressões mostrando a chateação com o momento do Galo: ‘Onde os fracos não têm vez’ e ‘Acabou a paz’. Quando a imprensa teve acesso ao local, tudo já havia sido limpo pelos funcionários.

Copa do Brasil: Após outra eliminação, torcedores picham a sede do Atlético-MG
Copa do Brasil: Após outra eliminação, torcedores picham a sede do Atlético-MG

A CRISE
O Atlético-MG passa por uma turbulência desde que o treinador Oswaldo de Oliveira foi demitido após fraco desempenho e se desentender com um jornalista depois da classificação sobre o Atlético Acreano, na primeira fase da Copa do Brasil. Dede então, Thiago Larghi comanda o elenco na condição de técnico interino.

Ele quem estava à frente do grupo no vice do Campeonato Mineiro. Após vencer a partida da ida, no Independência, por 3 a 1, o Galo foi superado pelo Cruzeiro por 2 a 0. Como tinha pior campanha nas fases anteriores, a equipe alvinegra não levantou a taça.

Em 11 de abril, poucos dias após a segunda colocação estadual, o Atlético visitou o San Lorenzo. Mesmo com um time alternativo, os argentinos venceram pela vantagem mínima. Há pouco mais de uma semana, no último dia 8, foi a vez de os brasileiros utilizarem uma equipe reserva. Entretanto, o zero não saiu do placar, o que levou à eliminação mineira.

Nesta quinta-feira, o Galo não saiu do 0 a 0 com a Chapecoense, em Chapecó, o que levou a disputa por uma vaga nas quartas da Copa do Brasil para os pênaltis, já que a ida também acabou sem gols. Com melhor aproveitamento, o Verdão do Oeste venceu por 4 a 3.

Paralelamente aos torneios de mata-mata, os comandados de Larghi começaram a caminhada no Brasileirão. Até o momento, são dez pontos em cinco rodadas e terceira colocação com a mesma pontuação de Flamengo e Corinthians, equipes com saldo de gols ligeiramente superiores.

 
 
" />