Para técnico do Atlético Goianiense, time não teve competência diante do Bahia

O Dragão, agora a sete pontos do Z-4, poderia ter uma vantagem de nove pontos do Esquadrão

por Agência Futebol Interior

Goiás, GO, 11 (AFI) - Após empatar por 1 a 1 diante do Bahia, no estádio Antônio Accioly, no último domingo (10), o técnico Marcelo Cabo, do Atlético Goianiense, tratou o ataque do time como incompentente, alegando que o resultado foi fruto da falta de pontaria.

Com o empate, o Dragão, que agora tem sete pontos de vantagem em relação ao Z-4, completará no próximo sábado (16) um mês semf saber o que é vencer no Campeonato Brasileiro.

Marcelo Cabo, técnico do Atlético Goianiense. Foto: Heber Gomes/Atlético Goianiense
Marcelo Cabo, técnico do Atlético Goianiense. Foto: Heber Gomes/Atlético Goianiense

SEM COMPETÊNCIA

"Fomos incompetentes para fazer o gol. A articulação aconteceu, foi como a gente treinou durante a semana, mas faltou competência para matar o jogo, esse foi o resumo. Não adianta só criar, temos que ter competência.", comentou o técnico atleticano.

COMPROMISSO DUPLO

Com a volta do Campeonato Goiano da última edição, o Dragão terá duas missões na semana. Na quarta-feira (13), enfrentará o Goiás, em jogo válido pela 11° rodada, no estádio Serra Dourada, às 21h30.

Já pelo Brasileirão, o Rubro-Negro vai encarar o Atlético Mineiro, no Mineirão, no próximo domingo (17), às 18h15, em jogo válido pela 30° rodada da competição nacional.