Na volta para casa, Atlético-GO recebe Internacional para confirmar reação

O jogo deste sábado vai ser o primeiro válido pela elite do Brasileirão no Estádio Antônio Accioly

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 27 (AFI) - Invicto há três jogos e vindo de uma importante vitória sobre o Sport, em plena Ilha do Retiro, o Atlético-GO recebe o Internacional neste sábado para confirmar a reação na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

A partida válida pela 23ª rodada está marcada para as 21 horas e é especial por ser a primeira da elite do Brasileirão no Estádio Antônio Accioly, que passou por reformas - aumento da capacidade e novo sistema de iluminação - e ficou quase um ano sem receber jogos oficiais.

"Com coragem e com a determinação de todos o Atlético-GO atinge um momento especial em sua história com um estádio bonito e limpo. Aqui o Atlético-GO foi fundado e sua história é totalmente enraizada aqui no Accioly", comemorou o presidente Adson Batista à Rádio Sagres.

Antônio Accioly vai receber o primeiro jogo da Série A (Foto: Heber Gomes/Atlético-GO)
Antônio Accioly vai receber o primeiro jogo da Série A (Foto: Heber Gomes/Atlético-GO)
COMO VEM

Em relação ao time que ganhou do Sport, por 1 a 0, o técnico Marcelo Cabo vai realizar algumas mudanças. Os laterais Dudu e Natanael, além do atacante Gustavo Ferrareis, pertencem ao Internacional e não podem atuar por questão contratual. Já o zagueiro João Victor está suspenso pelo terceiro amarelo.

Desses, apenas Natanael não vinha sendo titular. Arnaldo é a opção para a lateral direita e Everton Felipe deve substituir Gustavo Ferrareis no ataque. Na defesa, Éder foi liberado pelo departamento médico e substitui João Victor.

SITUAÇÃO E PROVÁVEL
Uma vitória no retorno para casa deixa o Atlético-GO ainda mais distante da zona de rebaixamento e o coloca na zona de classificação para a Copa Sul-Americana. O time é o 13º colocado, com 27 pontos.

ATLÉTICO-GO - Jean; Arnaldo, Éder, Gilvan e Nicolas; Willian Maranhão, Matheus Vargas e Chico; Janderson, Zé Roberto e Everton Felipe. Técnico: Marcelo Cabo.