Goiano: Atlético define esfriar procura por treinador em meio à paralisação

Cristóvão Borges, que também passou por Flamengo e Fluminense, teve 66% de aproveitamento no período em que esteve à frente do Dragão

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 30 (AFI) - Com atividades paralisadas por conta da pandemia de Covid-19, o novo coronavírus, o Atlético Goianiense resolveu suspender a procura por um novo treinador para a sequência da temporada.

No momento, clube goiano vem sendo dirigido interinamente por Eduardo Souza, auxiliar na comissão permanente da equipe centro-oestina. Além disso, ao lado dos rivais Goiás e Vila Nova, o Atlético pretende reduzir 50% dos salários de abril e maio e suspender os contratos, caso a pausa se estender ainda mais.

Cristóvão Borges — Foto: Paulo Marcos / Atlético-GO
Cristóvão Borges — Foto: Paulo Marcos / Atlético-GO
O Sindicato dos Atletas Profissionais do Estado de Goiás (Sinapego), porém, já sinalizou que não aceitará a medida. Os rubro-negros lideram o Campeonato Goiano, com 23 pontos em dez rodadas.

O ÚLTIMO
Em 25 de fevereiro, o Dragão demitiu o técnico Cristóvão Borges. O ex-comandante de times como Vasco, Fluminense, Flamengo, Bahia, Athletico-PR e Corinthians havia sido apresentado em 25 de janeiro e sequer esteve durante a pré-temporada, já que o clube rubro-negro demorou a encontrar um substituto para Eduardo Barroca.