Série B: Wagner Lopes fala em empate heroico do Atlético-GO e diz confiar no acesso

Na última terça-feira, o Dragão ficou no empate por 2 a 2 diante do Avaí, em Goiânia

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 07 (AFI) - O Atlético Goianiense teve a oportunidade de se aproximar do G4, mas viu as chances de acesso caírem drasticamente ao ficar no empate por 2 a 2 diante do Avaí, em Goiânia. Apesar do tropeço, o técnico Wagner Lopes considerou o resultado heroico por ter atuado os minutos finais com um homem a menos, já que Vitinho sofreu uma pancada na cabeça e precisou deixar o campo.

“A proposta de jogo deles de recuar, fazer uma linha de quatro e jogar no nosso erro ela aconteceu desde do primeiro momento. Nós havíamos falado sobre a importância de rodar a bola, fazer o jogo com amplitude e viradas longas, era importante para pegar o adversário mal posicionado. Nós não conseguimos fazer isso no primeiro tempo. Teve muitos erros pontuais de passe, principalmente querendo jogar por dentro. Praticamente demos dois gols para eles em uma situação que podíamos ter trabalhado a bola de maneira melhor. Acho que no segundo tempo reagimos quando fizemos viradas longas. Conseguimos o empate de maneira heroica, com um a menos”, disse Wagner Lopes.

Wagner Lopes comemorou o ponto conquistado contra Avaí - Marcos Paulo
Wagner Lopes comemorou o ponto conquistado contra Avaí
O treinador afirmou ainda acreditar no acesso. O Atlético Goianiense caiu para a sétima posição, com 52 pontos, contra 57 do Avaí, o primeiro dentro da zona de classificação.

"Eu vejo que estamos na briga. São três jogos, nove pontos. Precisamos lutar até o último jogo, porque acredito muito na nossa equipe. Em nenhnum momento o Atlético se acovardou. Podíamos ter saído com a vitória, mas ela acabou não vindo. Vamos trabalhar para somar pontos fora de casa", finalizou.

O Dragão tem agora um confronto direto diante do CSA, no próximo sábado, às 17h, no Estádio Rei Pelé.

 
 
" />