Série B: Apresentado oficialmente, Marcelo Cabo chega ao Atlético-GO falando em acesso

A estreia do novo comandante será já nesta sexta-feira, contra o Oeste

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 09 (AFI) - Se depender da confiança de Marcelo Cabo, o Atlético-GO vai brigar por uma vaga no G4 do Campeonato Brasileiro da Série B. Apresentado oficialmente nesta segunda-feira, o treinador de 49 anos adotou um discurso bastante otimista e disse que chega ao Dragão pensando no acesso à elite.

"Quando eu aceitei convite, tinha plena convicção que iria encontrar esse planejamento. Vivi os dois lados da competição no ano passado. Estive no G4 com o Macaé e depois tive uma proposta do Ceará, que estava na lanterna e demos o pontapé inicial para a reação. Chego no clube pensando no acesso. É um clube que me oferece uma estrutura muito sólida, correta", afirmou o novo treinador rubronegro.

Marcelo Cabo fechou com o Atlético no último domingo e comandou o primeiro treinamento nesta segunda
Marcelo Cabo fechou com o Atlético no último domingo e comandou o primeiro treinamento nesta segunda
Marcelo Cabo fechou com o Dragão no último domingo e assume a vaga deixada por Wagner Lopes, demitido no fim de abril depois que o clube foi eliminado pelo Anápolis na semifinal do Campeonato Goiano. A diretoria chegou a entrar em contato com outros treinadores, mas acabou optando por Cabo, que trabalhou neste início de temporada no Resende. Seu contrato vai até dezembro.

"O ideal é se eu estivesse aqui há mais tempo, mas estou muito tranquilo pelo trabalho que vinha sendo feito pela comissão técnica permanente. Tenho certeza que vou encontrar um time pronto. Tenho quatro dias para dar uma cara ao time, encaixar minha filosofia de jogo", comentou Marcelo Cabo.

O primeiro contato do treinador com o elenco aconteceu na atividade realizada nesta tarde, no Centro de Treinamento do Dragão. A estreia será nesta sexta-feira, contra o Oeste, às 20h30, fora de casa.

MAIS SOBRE MARCELO CABO

Em 2006, ele foi auxiliar técnico de Marcos Paquetá na seleção da Arábia Saudita. Em 2010, durante a Copa do Mundo, atuou como observador técnico de Dunga. Ele também foi assistente de Jorginho no Figueirense, em 2010, quando a equipe fez uma bela campanha, ficando próxima de uma classificação para a Taça Libertadores.

Auxiliar de destaque, Cabo recebeu uma nova oportunidade como treinador ano passado no comando do Macaé. O time carioca foi uma das principais surpresas do primeiro turno e o treinador recebeu uma proposta do Ceará, que brigava contra o rebaixamento, e se transferiu. Sem sucesso no Vozão, acabou parando no Resende neste primeiro semestre.

 
 
" />