Copa Paulista: Campeão da A3, defensor valoriza busca do Atibaia por 'ano perfeito'

"A estrutura, elenco e treinadores de ponta são coisas que a gente sempre tem visto e que melhoram com títulos”, explica Nando

por Federação Paulista (FPF)

Atibaia, SP, 08 (AFI) - Campeão do Paulista A3 no primeiro semestre, o Atibaia segue em busca do 'ano perfeito' e está entre as quatro melhores equipes da Copa Paulista. A equipe terá pela frente o Votuporanguense, em dois duelos que irão decidir quem garante vaga em um torneio nacional em 2019.

Titular do Atibaia na conquista da A3 e no clube desde 2015, Nando se mostra contente pelo momento da equipe.

“Estamos motivados pelo título da A3. O time foi muito bem e eficaz e estamos conseguindo uma nova postura para chegar na final novamente. Estamos motivados em todas as partidas e com isso alcançamos nossos objetivos neste ano”, disse.

Com 30 anos, Nando é um dos atletas mais experientes do grupo do Atibaia. Vendo as mudanças ao decorrer do tempo no clube laranja, o ala destaca os bons planejamentos feitos pela diretoria.

Nando (Foto: Divulgação)
Nando (Foto: Divulgação)
“A organização que o Atibaia está mostrando não é de hoje. Desde quando cheguei, vimos muitas diferenças e o trabalho do presidente Alexandre (Martyr) vem dando resultado. A estrutura, elenco e treinadores de ponta são coisas que a gente sempre tem visto e que melhoram com títulos”, explica o defensor que está no clube desde 2015.

Por ser um dos atletas com mais tempo de casa, Nando explica seu papel extracampo.

“Sabemos da nossa importância para os mais novos, ainda mais com as mudanças no elenco. As experiências acabam sendo boas. A gente aprende com os garotos; eles têm uma cabeça boa, querem ajudar e crescer dentro do time. Ajudamos com conselhos e passamos nossa experiência desse momento decisivo”, exaltou.

MUDANÇAS
O título do Paulistão A3 fez com que o elenco do Atibaia ficasse em evidência. Com isso, saídas ocorreram, incluindo a do treinador Betão Alcântara.

“Foi muito bom conquistar troféus mesmo perdendo alguns jogadores nessa campanha, como o Paraíba (capitão durante a Série A3). A contribuição do Betão foi boa, mas ele também saiu. O Carlos Roberto chegou e alguns garotos subiram da base para suprir as perdas”, disse.

Espaço incorporado por HTML (embed)

Outra mudança da equipe foi na forma de jogar. No início do torneio, a equipe se destacou pela ofensividade. No decorrer, porém, foi a defesa quem se sobresaiu nos números. sofrendo gols em dois dos seis jogos da segunda fase e parando o ímpeto do ataque do Olímpia nas quartas de final.

“A mudança no nosso estilo foi vantajosa. Fazíamos muitos gols na primeira fase, mas a gente sofria a mesma quantidade. Conversamos e o treinador preferiu que a gente buscasse jogo a jogo, conseguindo subir no campeonato com vitória de 1 a 0 e empatando em 0 a 0, fomos melhorando na competição e agora podemos chegar na final pela primeira vez”, finaliza Nando.

Esperando dificuldades para a próxima fase, o Atibaia entra em campo neste sábado (10), às 10h, no Estádio Benito Agnelo Castellano, pela primeira partida da semifinal da Copa Paulista contra o Votuporanguense.

 
 
" />