Meia ex-Palmeiras e Vasco vence time goiano na Justiça e pode ganhar 'bolada'

Atualmente com 38 anos, Léo Lima não defendeu nenhuma outra equipe depois da saída da Anapolina

por Agência Futebol Interior

Anápolis, GO, 12 (AFI) - Além de amargar a lanterna do Campeonato Goiano e estar bem próximo do rebaixamento, a Anapolina teve mais uma notícia ruim durante a paralisação do futebol por conta da pandemia do novo coronavírus. Isso porque, o clube foi condenado pela Justiça, em primeira instância, a pagar R$ 80 mil para o meia Léo Lima, que atuou em apenas duas partidas em 2019.

Apesar de ainda poder recorrer, a Anapolina também terá que pagar os honorários advocatícios. O imbróglio entre as duas partes começou na temporada passada, quando Léo Lima, que tinha contrato até o final de abril, acabou dispensado em 06 de fevereiro, após uma decisão arbitrária do clube, que quebrou o contrato

Léo Lima vence Anapolina na Justiça
Léo Lima vence Anapolina na Justiça

Na decisão, a juíza do caso, acatou o pedido do jogador e determinou que a Anapolina à pagar o salário do mês de janeiro, o saldo do salário dos seis dias de fevereiro, 13º proporcional, férias proporcionais acrescidas do terço constitucional e o FGTS com 40%. Além de uma indenização por danos morais de R$ 5 mil. Por conta de uma cláusula contratual, o clube ainda foi obrigado a pagar todos os salários até o final do contrato.

Atualmente com 38 anos, Léo Lima não defendeu nenhuma outra equipe depois da Anapolina, porém ainda não confirmou a sua aposentadoria. Sua carreira ficou marcada por passagens por Vasco, Porto, Santos, Grêmio, Flamengo, Palmeiras, São Paulo, Goiás, entre outros. Além de passagens pela Seleção Brasileira.