Segundona: Eleição do Conselho Deliberativo do América-SP ainda é incógnita

Pleito define nova diretoria executiva para dirigir o Rubro nos próximos três anos

por Agência Futebol Interior

São José do Rio Preto, SP, 20 (AFI) - O impasse político promete muita agitação nos lados do Estádio Benedito Teixeira, sede do América, em meio às crises sucessivas, nesta sexta-feira.

Está previsto para às 20h eleição para definir o novo Conselho Deliberativo, o qual, posteriormente, elege a diretoria executiva para mandato de três anos - a chapa de oposição, todavia, garante que o pleito acontece em 28 de setembro.

São dois grupos em disputa no Rubro-Negro: 'Sempre América', comandado pelo presidente Italiano, e o 'Novo América', encabeçado por Pedro Batista. Segundo o atual grupo político, a eleição acontece com aval da Justiça.

O presidente do Conselho Deliberativo, Pedro Batista, publicou no Diário Oficial e na sede do clube a composição da comissão eleitoral e o número de vagas a serem preenchidas no órgão, em votação convocada para o próximo dia 28, a partir das 9h.

Eleição do Conselho Deliberativo do América-SP ainda segue indefinida
Eleição do Conselho Deliberativo do América-SP ainda segue indefinida

Afastado por Batista, Italiano rebate e garante que o processo eleitoral, determinado pela Justiça em 28 de agosto, terá seu desfecho normal. A escolha do Conselho, com 96 membros efetivos e 30 suplentes, foi determinada judicialmente após anulação do pleito ocorrido em novembro de 2017.

ENTENDA O CASO

Em 04 de julho, o Conselho Deliberativo afastou o presidente Luiz Donizete Prieto, o Italiano, em período de 60 dias, por não apresentar prestação de contas da gestão nos últimos dois anos.

Em 22 de agosto, o cartola conseguiu, por meio de liminar, retornar ao cargo. No dia seguinte, o Conselho foi convocado para apreciar relatório da sindicância de irregularidades do cartola em 03 de setembro.

No dia 28 de agosto, a Justiça decidiu cancelar as eleições realizadas em novembro de 2017, devido à exclusão, de forma ilegal, da chapa 'Novo América' e determinou que o América fizesse novo pleito em até 25 dias com a chapa impugnada e a 'Sempre América', a qual elegeu Italiano.

No último dia 3, com a presença de 21 integrantes, o Conselho decidiu por novo gancho a Italiano, desta vez de 90 dias, pela não prestação de contas de 2017 e 2018.

Um dia depois, o dirigente americano convocou eleição determinada pela Justiça, ignorando punição do Conselho. Na semana passada, o órgão lançou edital, cancelando o chamado de Italiano e convocou os sócios para a Assembleia Geral, a ser realizada nas dependência do Estádio Benedito Teixeira, o Teixeirão.