Sonho acabou! Empresa desiste de gerenciar América-SP

por Oscar Silva

Veja também:
Vadão comemora bom início da Portuguesa na Série B
São José do Rio Preto, SP, 08 (AFI) - O sonho acabou e as coisas começam a ficar ainda mais complicadas no América. Na última segunda-feira, a empresa Waldir Peres Sport Busines Marketing Esportivo e Agenciamento Ltda, que tinha interesse de terceirizar a gestão do futebol do Mecão por um período de 15 anos, desistiu.



Siga o Futebol Interior também pelo Twitter!No próximo dia 18, cerca de 198 conselheiros iriam votar o projeto e o destino do clube. Segundo o advogado do ex-goleiro Éder Lins e Silva, uma briga política interna no clube vinha prejudicando o andamento da parceria e ai foi a Gota D' Água.

"Recebemos várias ameaças pela internet, inclusive em comunidades criadas no Orkut(site de relacionamentos), com ofensas ao Waldir. São pessoas ligadas à oposição do clube. Não queremos participar disto e não vou revelar os nomes das pessoas que teriam feitas ameaças e inclusive registramos um Boletim de Ocorrência sobre o caso e já estamos processando todos que fizeram as ofensas", declarou o advogado, que também não quis adiantar onde foi feito o BO.

O atual presidente Alcides Zanirato ficou decepcionado com o fim das negociações e lamentou muito o fato, dizendo que mais uma vez o América perdeu uma grande oportunidade na sua história.

Já o presidente do Conselho Deliberativo, Pedro Batista, não quis se manifestar sobre o fato e pediu que seja comunicado oficialmente pela diretoria sobre a desistência da empresa.

Reincidência
Não é a primeira vez que isso acontece. Em 1994, foi feita uma proposta pelo comandante Rolim Adolfo e pelo empresário rio-pretense J. Hawilla, onde o Rubro receberia um investimento de R$ 7,5 milhões, onde incluía o término do Estádio Benedio Teixeira, o Teixeirão.

Em 2002, a Sport Entretenimento e TV (SET) não cumpriu o contrato após 40 dias de assinatura e, na época, o então presidente Pedro Batista rompeu. Em 2004, a empresa Hexal do Brasil, descontente com a administração do presidente Joacy Antonio Lopes, notificou o fim da parceria no dia 29 de outubro de 2004.