Série D: Técnico do América-RN chega a seis vitórias seguidas com ataque avassalador

Com o resultado, o Mecão se isolou na liderança do Grupo A3 da competição com 20 pontos

por Agência Futebol Interior

Natal, RN, 28 - O América-RN conquistou a sexta vitória seguida no Campeonato Brasileiro da Série D, ao vencer, na tarde desta terça (27), no estádio do Junco, o Guarany-CE, no Ceará, por 3 a 1, com gols de Wallace Pernambucano (2) e Dione, enquanto que Esquerdinha descontou para os donos da casa.

Com o resultado, o Mecão se isolou na liderança do Grupo A3 da competição com 20 pontos - quatro a mais que o segundo colocado - e encaminhou a sua classificação para a segunda fase da disputa.

JOGO DURO

O time do técnico Paulinho Kobayashi fez o resultado de 3 a 1 sobre o Guarany de Sobral logo no primeiro tempo. Já na segunda etapa, o América continuou mandando no jogo e conquistou um grande resultado e fica próximo da sua classificação para segunda fase, pois abriu 10 pontos sobre o quinto colocado, o Campinense-PB.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

“Foi um jogo difícil com calor muito forte, mas a equipe fez gol logo no inicio da partida e isso facilitou bastante para que pudéssemos ter a tranquilidade apesar da dificuldade do gramado e quando nós sofremos o gol de empate acabou dificultando um pouco pra gente, mas equipe teve a tranquilidade de continuar buscando e resultado e fizemos os gols ne nos deu uma grande vitória", disse o treinador.

ANSIEDADE

A ansiedade que o time do América tinha no início da competição foi embora após trabalho do técnico Paulinho Kobayashi, que constantemente alertava sua equipe para que não atrapalhasse na sequencia dos jogos e com isso sua equipe chega a seis jogos de invencibilidade com seis vitórias, marcando 17 gols, quase três gols de média por partida e sua defesa sofreu apenas quatro gols.

O próximo compromisso está marcado para sábado (31), às 15h, contra o Globo, na Arena das Dunas e para este jogo, o técnico Paulinho Kobayashi não poderá contar com o lateral direito Éverton Silva, que recebeu o terceiro cartão amarelo.