Lisca confessa que provocou rivais após "mão em órgãos genitais" e Fábio responde

Lisca, que tem o apelido de doido, esbravejou contra o árbitro, discutiu com o goleiro Fábio e provocou

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 02 (AFI) - A partida entre Cruzeiro e América foi marcada pela virada do Coelho, mas também por provocações de ambos os lados. Lisca, que tem o apelido de doido, esbravejou contra o árbitro, discutiu com o goleiro Fábio e confirmou que provocou os cruzeirenses no Mineirão

"A confusão é de campo, normal. Discussões que acontecem. Logo depois do gol deles, o banco provocou, botou mão em órgãos genitais, falou um monte de coisa, e o América não vai aceitar mais isso. Não vai mais aceitar.

Se tiver provocação de lá, vai ter daqui também, se falar de lá, vamos falar daqui. Quando eles estavam ganhando o jogo, humilharam nossos jogadores, falaram um tanto de porcaria e nós também vamos fazer. O que é do campo morreu, vida que segue, futebol é assim mesmo", disse Lisca em entrevista coletiva.

Provocação daqui, provocação dali. (Foto: Mourão Panda / América-MG)
Provocação daqui, provocação dali. (Foto: Mourão Panda / América-MG)

FÁBIO RESPONDE!
O goleiro Fábio falou sobre Lisca, mas em suposto áudio vazado. Nessa conversa que teria sido vazada, ele sequer cita o nome do treinador americano.

"Do treinador (do América) é até lamentável falar. A carreira dele que diz o que é o que não é. Mas é continuar trabalhando. Fé em Deus que vai dar tudo certo esse ano", disse Fábio.

Na volta, no próximo domingo, às 16 horas, no Independência, em Belo Horizonte, o América, por ter melhor campanha, poderá até perder por um gol de diferença. Já o time do técnico Felipe Conceição terá que vencer por dois ou mais gols de diferença.

LISCA DEDICA VITÓRIA À TORCIDA PELOS 109 ANOS DO COELHO