Elenco de clube da Série B abre mão de direitos de imagem referentes a dois meses

"O América FC reconhece a importância desse acordo e reafirma seu compromisso", escreveu o Coelhão

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 26 (AFI) - Em meio à paralisação do futebol nacional, por conta da pandemia de covid-19, o novo coronavírus, o América Mineiro confirmou, através de comunicado, que chegou a um acordo com elenco. O plantel, portanto, abriu mão de dois meses de direitos de imagem.

"Após negociações com a diretoria, atletas e comissão técnica renunciaram ao recebimento dos direitos relativos ao contrato de imagem dos meses de maio e junho de 2020. O acordo é fruto da relação transparente e de parceria existente entre Clube, atletas e membros da comissão técnica. Os profissionais demonstraram muita sensibilidade e entendimento em relação ao delicado cenário financeiro atual, causado pela pandemia da Covid-19", escreveu o clube.

"O América FC reconhece a importância desse acordo e reafirma seu compromisso em trabalhar fortemente para minimizar os impactos da pandemia, preservando os empregos de seus colaboradores. O Clube esclarece ainda que os salários estão em dia e que já havia negociado com os atletas o diferimento do pagamento dos direitos de imagem desde o início da pandemia até o retorno das competições, quando o pagamento será reprogramado, ressalvados os meses já renunciados, conforme citado acima", encerrou.

Foto: João Zebral / América
Foto: João Zebral / América
TEMPORADA AMERICANA
O Coelho lidera a fase classificatória do Campeonato Mineiro. Em nove rodadas, o time comandado por Lisca somou 21 pontos. Tombense, com 20, Atlético, com 18, e Caldense, com 17, completam a zona de classificação às semifinais.

Além disso, o América empatou sem gols com a Ferroviária, em Araraquara, na Arena da Fonte Luminosa, pela partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil. O grande objetivo na temporada ainda é o acesso da Série B para o Brasileirão.