Geraldo Delamore confia no trabalho e crê na recuperação do América-MG

Hoje com 54 anos, ele começou sua carreira no próprio América em 1989 e, agora, volta ao clube para ser auxiliar

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 12 (AFI) - Geraldo Delamore (foto: Mourão Panda / América-MG) já foi auxiliar de Tite, hoje na Seleção Brasileira. Ele também atuou como treinador. No momento, o profissional faz parte da comissão técnica permanente do América-MG. Apesar dos altos e baixos do Coelho na Série A do Campeonato Brasileiro, ele acredita no trabalho que vem sendo feito pela parte técnica do clube mineiro.

"São membros muito bem capacitados. Já havia trabalhado com o Ricardo Drubscky (diretor de futebol) e com o Enderson Moreira (técnica). O trabalho vem sendo bem feito e não é de hoje. Basta ver o acesso e o início que tivemos no Brasileirão. É normal passar por altos e baixos em uma competição da excelência que é o Brasileirão. Mas confio no trabalho e sei que vamos melhorar ainda mais após a parada da Copa", comentou Delamore.

Geraldo Delamore, aliás, tem um carinho especial pelo América. Afinal, foi no Coelho que tudo começou. Hoje com 54 anos, ele começou sua carreira do América em 1989. Ao longo da carreira, o profissional passou por Corinthians, Cruzeiro - seu último clube em 2016 -, e Grêmio, além de Al Ain FC (EAU) e a seleção australiana de futsal.

"O América foi meu primeiro clube de futebol profissional. Esse é meu primeiro retorno ao clube e estou muito feliz. Estou à disposição do América para aquilo que entenderem que seja necessário, em termos de participação no trabalho para contribuir com o desenvolvimento do time", completou.

O América buscará a recuperação no Brasileirão nesta quarta-feira, às 16 horas, contra a Chapecoense no Estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 12ª rodada. O Coelho tem os mesmos 13 pontos da Chapecoense e está a um da zona da Sul-americana.

 
 
" />