Avaí pode perder o acesso da Série B para o América-MG no tapetão

América-MG promete acionar até a justiça comum, se preciso, para que o Icasa seja excluído e ele fique com a quarta colocação

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 01 (AFI) - O Avaí acabou ficando com a quarta vaga e conseguiu o acesso de volta para a Série A. O América-MG, porém, ainda pode "roubar" a vaga do time catarinense, isso porque o Icasa pode ser excluído pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) e caso isso ocorra, o time mineiro salta da quinta para a quarta posição.

O Avaí ficou com a quarta vaga ao vencer o Vasco neste sábado
O Avaí ficou com a quarta vaga ao vencer o Vasco neste sábado

A questão é que se o Icasa for excluído e todos os jogos do time cearense forem invalidados, o América-MG terminaria a Série B com 66 pontos, dois a mais que o Atlético-GO (que seria o quinto colocado) e quatro a mais que o Avaí (que terminaria na sétima posição). Isso acontece porque o Coelho perdeu e empatou um jogo com o time de Juazeiro do Norte (1 a 1 e 2 a 0), enquanto o Avaí venceu nos dois turnos (1 a 0 e 2 a 0).

América-MG fica com a quarta vaga se o Icasa  for excluído
América-MG fica com a quarta vaga se o Icasa for excluído

O América-MG aguarda o julgamento do Icasa no STJD, que já foi adiado duas vezes e ainda não tem uma nova data e mesmo em caso do clube cearense não ser excluído, promete acionar a justiça comum pedindo a exclusão do time de Juazeiro do Norte. Vale lembrar que o Icasa só corre o risco de ser excluído da Série B exatamente por ter acionado a justiça comum pleiteando uma vaga na Série A do Campeonato Brasileiro em abril.

"Dentro de campo o América-MG subiu. perdeu seis pontos no STJD por um entendimento injusto e agora só luta pelos seus direitos. O Icasa foi excluído no Tribunal, o que significa que todos os pontos conquistados por ele não valem nada. Isso causa uma mudança na classificação", explicou o dirigente do América-MG, Alexandre Salum.

O Presidente do América, Marcus Salum, esteve com o Presidente da Federação Mineira de Futebol, Castellar Neto, após a goleada de 4 a 0 sobre o Sampaio Corrêa, na Arena Independência. Juntos, irão ao Tribunal para tentar fazer prevalecer a sentença do STJD em primeira instância, eliminando o Icasa da competição.

ENTENDA O CASO
No final de agosto, o STJD julgou, em primeira instância, e excluiu o Icasa do Campeonato Brasileiro da Série B por ter acionado a justiça comum pleiteando uma vaga na Série A sem que se esgotasse todas as instâncias desportivas.

O clube cearense, porem, junto com a Federação, conseguiu um efeito suspensivo que o permitiu disputar a Série B por completo. Por duas vezes o STJD chegou a marcar um novo julgamento do Icasa, desta vez no Pleno, mas adiou a decisão nas duas vezes.

O time cearense acabou rebaixado matematicamente para Série C, terminando a competição na 18ª posição, com 43 pontos, mas sem que seus pontos fossem invalidados. Caso o time de Juazeiro do Norte seja excluído, o Tribunal pode decidir por anular todos os jogos realizados por ele ou considerar W.O todas as partidas. Nos dois casos o América-MG terminaria a Série B na quarta posição.

Veja como ficaria o G4:

Jogos do Icasa invalidados:

1 – Joinville: 66 pontos
2 – Ponte Preta: 65 pontos
3 – Vasco: 61 pontos
4 – América-MG: 60 pontos
5 – Atlético-GO: 58 pontos
6 – Boa Esporte: 56 pontos
7 – Avai: 56 pontos
8 – Ceará: 54 pontos

Considerando W.O para o Icasa em todos os jogos:

1 – Joinville: 72 pontos
2 – Ponte Preta: 71 pontos
3 – Vasco: 67 pontos
4 – América-MG: 66 pontos
5 – Atlético-GO: 64 pontos
6 – Boa Esporte: 62 pontos
7 – Avaí: 62 pontos
8 – Ceará: 60 pontos

A zona de rebaixamento se manteria inalterada, apenas com o Icasa caindo para a última posição.