Amazonense: Após saída de mito, Nacional anuncia "treinador cigano"

Ex-jogador de equipes intermediárias nos anos 1980/90, o paulista Gilberto Pereira, de 54 anos, acumula bons trabalhos

por Agência Futebol Interior

Manaus, AM, 09 (AFI) – O Nacional, equipe mais tradicional do Amazonas, agiu rápido após a saída do treinador Aderbal Lana, que optou em pedir demissão após o empate em 3 a 3 no meio da semana com o São Raimundo e anunciou Gilberto Pereira como novo comandante da equipe.

Treinador com mais conquistas no Amazonas, Aderbal Lana é um mito no futebol manaura, mas não quis continuar à frente do Nacional.

GILBERTO PEREIRA FOI CAMPEÃO EM 2019 COM 100% DE APROVEITAMENTO
Ex-jogador de equipes intermediárias nos anos 1980/90, o paulista Gilberto Pereira, de 54 anos, tem sido um cigano como treinador, tendo trabalhado por times de todo o Brasil e com bons serviços.

Gilberto Pereira - Foto: André Palma Ribeiro/Avaí F.C.
Gilberto Pereira - Foto: André Palma Ribeiro/Avaí F.C.
No ano passado, na terceira divisão de Goiás, no comando do Goiatuba, Gilberto Pereira conquistou o título e o acesso de uma maneira impressionante, com 100% de aproveitamento. Também comandou o Tubarão no Campeonato Catarinense de 2019.

Em São Paulo, Gilberto Pereira já comandou União Suzano, Palmeiras “B” e Votuporanguense, mas dirigiu equipes de prestígio como CSA-AL, Londrina-PR, Coritiba-PR, Confiança-SE, Chapecoense-SC, Atlético Goianiense e vários outros.

A estreia de Gilberto Pereira no comando do Nacional será no dia 16 de fevereiro contra o Princesa de Solimões.