Alemão: Técnico do Borussia Dortmund diz que jogo sem público foi 'muito estranho'

Favre reconheceu que ver seus comandados jogarem sem o apoio do público é muito diferente do usual

por Agência Estado

São Paulo, SP, 17 - O técnico do Borussia Dortmund, Lucien Favre, descreveu a sensação de estar em uma partida sem público, medida adotada para evitar o contágio do coronavírus e que valerá para todas as partidas que restam para concluir a temporada do Campeonato Alemão.

Favre reconheceu que ver seus comandados jogarem sem o apoio do público é muito diferente do usual. O Borussia Dortmund tem uma das torcidas mais apaixonadas da Europa e uma das maiores médias de público. Os apoiadores que formam a chamada "Muralha Amarela", que fica atrás do gol sul do Signal Iduna Park, costumam amedrontar os times visitantes. Nesse setor, cabem mais de 25 mil pessoas, que vibram e ficam de pé, já que não há cadeiras.

"Foi muito, muito diferente. Você não tem barulho, chuta para o gol, dá um passe... E nada acontece. É muito, muito estranho. Sentimos muita falta de nosso público. Foi um jogo completamente diferente do comum", disse o treinador, que se juntou aos atletas no final da partida para fazer a tradicional saudação perto do setor onde ficaria a Muralha Amarela.

O desempenho, no entanto, não foi afetado pela ausência de torcida no estádio, uma vez que o Dortmund goleou o Schalke por 4 a 0 no clássico do vale do Ruhr, neste sábado. Haaland, Guerreiro, duas vezes, e Hazard marcaram os gols da partida, que reabriu a liga alemã, primeiro grande torneio da Europa a ser retomado em meio à pandemia do novo coronavírus.

OPINIÃO DE JULIAN
O meia Julian Brandt também deu sua opinião sobre atuar com os portões fechados. Para ele, os jogadores terão de se adaptar à medida, que está dentro da nova realidade do futebol.

 Lucien Favre falou de jogos sem público
Lucien Favre falou de jogos sem público
"É claro que eu preferiria que as condições da estrutura fossem normais. Mas no final é assim e todos nós temos que nos adaptar. No final, futebol é futebol e é preciso tentar desfrutar", disse o jogador à Sky Sports.

Para que o campeonato fosse retomado apesar da pandemia de coronavírus, a Bundesliga elaborou um protocolo sanitário com uma série de medidas rígidas. Além da proibição dos torcedores no estádio, os jogadores têm de evitar os braços e apertos de mão, os times entram separados no gramado, os reservas ficam separados por uma cadeira de distância, todos que não estão jogando têm de usar máscaras e os atletas e membros da comissão técnica são submetidos a testes de covid-19 regularmente.