Federação Alagoana foca em retorno do Estadual ainda em julho e sem rebaixamento

No começo da noite desta terça-feira (07) foram alinhados junto com os clubes participantes, algumas recomentações para o retorno

por Agência Futebol Interior

Maceió, AL, 08 (AFI) - Paralisado desde o dia 16 de março, o Campeonato Alagoano caminha para o seu retorno. Prova disso, foi uma reunião por videoconferência, realizada no começo da noite desta terça-feira (08) com representantes da Federação Alagoana de Futebol (FAF) e dirigente de todos os clubes da elite estadual, com o objetivo de acertar os detalhes para o retorno do estadual.

O objetivo da entidade é que o campeonato estadual retorne e seja completamente disputado, antes do começo do Campeonato Brasileiro da Série A e B, que tem inicio previsto para 8 de agosto. Na reunião, datas entre 22 e 25 de julho, são considerados ideais, mas uma confirmação deve acontecer após o aval do Governo de Alagoas.

Federação Alagoana foca em retorno do Estadual ainda em julho e sem rebaixamento
Federação Alagoana foca em retorno do Estadual ainda em julho e sem rebaixamento
“Estamos mantendo o diálogo com o Governo do Estado e temos percebido que há possiblidade de liberação em breve do Campeonato Alagoano. Tendo isso em vista, é ideal que os clubes possam estabelecer as programações de trabalho e retorno das atividades de acordo com o protocolo elaborado pela Federação e submetido ao Governo”, disse o presidente da FAF, Felipe Feijó.

PROVAVELMENTE SEM REBAIXAMENTO
Aliado a isso, a Federação Alagoana também está trabalhando nos bastidores para viabilizar esse retorno, como por exemplo um apoio para os times do interior remontarem suas equipes. Também foi discutido, a proposta de não haver rebaixamento nesta temporada por conta do coronavírus, que foi visto com bons olhos pelos representantes dos clubes. Além de outras definições.

"Na reunião, os dirigentes já acenaram positivamente para o não rebaixamento de clubes neste ano; aumentar para 10 o número de atletas da base no elenco profissional; recontratação de atletas para os clubes que perderam jogadores; zerar os cartões (porém com a necessidade de cumprimento de suspensão automática ou em decorrência de punição estabelecida pelo TJD-AL); suspensão do artigo 24 do regulamento; e a implementação de cinco substituições, conforme autorizado pela International Board", disse a FAF em nota.

Até o momento, apenas os times da capital - CSA e CRB - retornaram os treinamentos.