Antony ressalta honra de jogar pelo Ajax: 'Prazer de atuar nesse time tão grande'

Questionado sobre os seus pontos fortes, o jovem brasileiro falou sobre assistências e gols, mas exaltou o seu lado driblador

por Agência Estado

São Paulo, SP, 29 - Pela primeira vez o atacante Antony, ex-São Paulo, deu entrevista como jogador do Ajax. Em material divulgado pelo próprio clube após a assinatura do contrato, o jogador disse que a sua ida ao exterior emocionou seus pais, contou que se sente muito honrado em poder defender um time gigante, mas só se esquivou de uma pergunta: sobre como sabe sambar.

"Minha família ficou muito contente quando eu os comuniquei que iria atuar no Ajax. Minha mãe chorou, meu pai chorou. Foi um momento de muita alegria não só pra mim, mas também para eles, que também sabem da grandeza do Ajax", disse Antony, que ainda acrescentou que essa situação era um sonho pra ele.

Antony ressalta honra de jogar pelo Ajax: 'Prazer de atuar nesse time tão grande'
Antony ressalta honra de jogar pelo Ajax: 'Prazer de atuar nesse time tão grande'
"Quando eu assinei o contrato, antes da entrevista, e eu cheguei a ver esse estádio lindo, pra mim foi um sonho. Eu jogava aqui por videogame e hoje posso ter a honra e o prazer de atuar nesse time tão grande. Me sinto muito honrado", revelou.

PONTOS POSITIVOS
Questionado sobre os seus pontos fortes, Antony falou sobre assistências e gols, mas exaltou o seu lado driblador.

Segundo o jogador, sua melhor característica é a habilidade, que pode ser muito bem executada em confrontos um contra um.

"Estou ansioso pra jogar. Sou um jogador muito habilidoso. Gosto muito de achar meus companheiros, de dar assistências, de fazer gols. Mas sou um jogador muito potente, veloz e meu forte mesmo é um pra um, é a habilidade", explicou.

TOM DE BRINCADEIRA
Ao final da entrevista, Antony ainda foi questionado se sabia sambar e aos risos disse: "Sambar eu não sei muito não".

O atacante foi vendido ao Ajax por 23 milhões de euros (R$ 103 milhões), mas pode render até 29 milhões (R$ 130 milhões) ao São Paulo. Isso porque, se algumas metas condicionadas ao jogador forem cumpridas, um acréscimo de 6 milhões de euros será validado ao pagamento final.