Em comum acordo, Água Santa confirma saída de técnico Fernando Marchiori

O treinador deixou o clube após a derrota para o Santo André, por 1 a 0, na terceira rodada

por Kim Belluco

Diadema, SP, 30 (AFI) - Em reunião entre diretoria e comissão técnica, o Água Santa confirmou a saída do técnico Fernando Marchiori. A decisão foi tomada em comum acordo, após a derrota para o Santo André, por 1 a 0, no estádio Bruno José Daniel, pela terceira rodada do Campeonato Paulista. A informação é exclusiva do Portal Futebol Interior.

O treinador não resistiu à sequência de derrotas no Campeonato Paulista. O Água Santa perdeu os três compromissos, até o momento, no torneio, para: São Paulo (2 a 0), Novorizontino (2 a 0) e Santo André (1 a 0)

Fernando Marchiori deixou o Água Santa. Foto: Michel Sanches
Fernando Marchiori deixou o Água Santa. Foto: Michel Sanches

O comandante tem 40 anos e foi fundamental na conquista do título do Campeonato Paulista de 2019, conquistado pelo Santo André. Após a conquista, assumiu o Água Santa. Pelo clube de Diadema, fez 19 jogos, com seis vitórias. Ele também passou por Maringá e Cuiabá.

"Foi um grande prazer poder dirigir o Água Santa em meu primeiro trabalho na elite do futebol paulista. Infelizmente, os resultados não vieram como gostaríamos e optamos por uma mudança. Acreditamos que possa ser bom para mim e para o clube. Mas agradeço a diretoria pela oportunidade e vida que segue. Estarei na torcida para que a equipe siga na divisão e busque a classificação, pois tem potencial para isso", falou o treinador, em entrevista exclusiva ao Portal Futebol Interior.

TERCEIRA MUDANÇA
Essa é a terceira mudança de comando entre clubes que disputam o Campeonato Paulista. Marcelo Villar deixou a Ferroviária antes mesmo do torneio começar. O treinador fez toda a preparação da equipe, mas acabou sendo substituído por Sérgio Soares.

Na última semana, foi a vez do Red Bull Bragantino optar por mudanças. O clube de Bragança Paulista confirmou a chegada de Felipe Conceição, ex-Botafogo e América-MG, fato que levou Vinícius Munhoz voltar para o Red Bull Brasil.