Água Santa tentará melhorar retrospecto contra adversários do Paulistão

Entre os adversários de 2020, Netuno venceu apenas dois em sua última participação no Estadual

por Agência Futebol Interior

Diadema, SP, 14 (AFI) - O Água Santa disputará o Campeonato Paulista da Série A1 graças ao "rebaixamento" do Red Bull Brasil que desceu para a Série A2 após a empresa austríaca de energético comprar o Bragantino. Agora, o clube de Diadema tentará melhorar seu retrospecto contra os principais clubes do estado na elite estadual.

A primeira e última vez do Água Santa no Paulistão foi em 2016. Naquela oportunidade, clube do interior venceu apenas dois rivais que estarão na edição 2020. O Água Santa superou a Ferroviária, por 1 a 0, na estreia. Este duelo voltará a acontecer pela 5ª rodada em 8 de fevereiro, em Diadema.

O outro triunfo do Netuno foi contra um dos chamados grandes. O Água Santa meteu 4 a 1 no Palmeiras. O reencontro será em 1º de abril pela última rodada da fase de grupos, em São Paulo. Na atual temporada, a princípio, o Gigante do ABC não enfrentará Oeste, Ponte Preta e Santos por estar no mesmo Grupo A dos rivais.

Dura missão. (Foto: Divulgação)
Dura missão. (Foto: Divulgação)
DOR DE CABEÇA!

E isso é uma grande notícia. Há quatro anos, o Água Santa foi derrotado pelo Oeste, por 1 a 0, em Itápolis, perdeu do Santos pelo mesmo placar em São Paulo e apanhou de 7 a 2 da Ponte Preta em Campinas. O Água Santa só encontrará algum desses clubes se avançar ao mata-mata.

Mas antes de pensar nisso, o time comandado pelo técnico Fernando Marchiori se prepara para estrear ante o São Paulo na quarta-feira, 22 de janeiro, às 21h30, no Morumbi. Em 2016, o Tricolor goleou o rival por 4 a 0 no Pacaembu pela 2ª rodada.

Mercado da Bola
Água Santa-SP
Elenco ainda não definido
  • Goleiros

    Caio, Giovanni e Thomazella

  • Laterais

    Abner, Fabrício, Jonathan, Luis Ricardo, Peri e Rhuan

  • Zagueiros

    Andrés, Bruno Costa, Henrique, Naylhor, Walisson Maia

  • Volantes

    Diogo Marzagão, João Vitor, Matheus Barbosa, Velicka e Wellington Reis

  • Meias

    Pio, Marquinho e Uederson

  • Atacantes

    Dadá, Dinei, Felipe Azevedo, Robinho e Tiago Marques

  • Técnico

    Fernando Marchiori