Uma, duas e três derrotas. Enfim técnico Jorginho perde cargo no forte Água Santa

A demissão já era esperada após a decepcionante derrota para o Guarani, por 3 a 0, sexta-feira em Campinas

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 28 (AFI) – Como já era esperado, o técnico Jorginho não suportou a derrota do Água Santa para o Guarani, por 3 a 0, na última sexta-feira, pela abertura da quarta rodada do Campeonato Paulista da Série A2. Ele foi demitido neste sábado e a divulgação oficial aconteceu somente nos primeiros minutos deste domingo (dia 28).

Na verdade, Jorginho nem deveria ter continuado no clube desde o ano passado, após perder as semifinais do Paulista A2 para o limitado time do Bragantino – que depois conseguiu o acesso ao Paulistão ao ser vice-campeão por perder do São Caetano.

DEMITIDOS - Jorginho (à esquerda) e auxiliar Anderson Silva
DEMITIDOS - Jorginho (à esquerda) e auxiliar Anderson Silva

TRÊS DERROTAS EM QUATRO JOGOS
Mas ainda continuou durante a Copa Paulista, o time não evoluiu e, assim mesmo, iniciou a temporada.

Sempre com o apoio total da diretoria, que investiu pesado no elenco, desde 2017. Isso por determinação do presidente Paulo Farias, um amante do futebol acima de tudo.

CAMPANHA PÉSSIMA
Em quatro rodadas, foram três derrotas e apenas uma vitória. Perdeu na estreia para o Taubaté, por 1 a 0, fora, depois em casa caiu diante da Portuguesa, também pela contagem mínima.

Se recuperou em casa diante do Batatais ao ganhar por 2 a 1. Mas levou uma goleada em Campinas. Foi a gota d’água.

A direção do Água Santa emitiu a seguinte nota oficial:

O Esporte Clube Água Santa comunica que Jorginho deixa o comando técnico de sua equipe principal. Em sua passagem como treinador,

Jorginho comandou o Netuno por 46 vezes, sendo 20 vitórias, 11 empates e 15 derrotas. O Água Santa agradece o empenho e dedicação nos serviços prestados e deseja sucesso em sua carreira.

* O novo treinador vai ser anunciado neste domingo à tarde

 
 
" />