Luto! Morre jornalista que trabalhou na Revista Placar e foi diretor da Rede TV

Vários de seus companheiros usaram suas redes sociais para lamentar a morte de Ari Borges

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 13 (AFI) - Morreu nesse domingo em São Paulo o cronista esportivo Ari Borges, que durante muito tempo trabalhou na Revista Placar, TV fechada ESPN e foi diretor de esportes da Rede TV até 2018.

Ari Borges lutava contra um câncer no estômago há algum tempo e seu estado de saúde acabou sendo agravado pois o jornalista contraiu coronavírus, causando sua morte na madrugada desse domingo.

Ari Borges na Rede TV
Ari Borges na Rede TV

Durante os anos 1970/80, a Revista Placar era referência para a imprensa esportiva e Ari Borges participou de matérias importantes, assim como fez bons trabalhos no Jornal Folha de São Paulo e TV ESPN.

DIRETOR DO JORNALISMO ESPORTIVO DA REDE TV
Na Rede TV, Ari Borges foi diretor da programação esportiva e formou uma equipe com os veteranos Silvio Luiz e Juarez Soares, além de atuar também fora do esporte dirigindo o programa de Mariana Godoy.

Após sair da Rede TV, passou a atuar no jornalismo da Rede Bandeirantes de Televisão. Vários de seus companheiros usaram suas redes sociais para lamentar a morte de Ari Borges.

SÉRGIO CARVALHO LAMENTA MORTE DE ARI BORGES
“Ari Borges foi meu repórter quando eu era o diretor de redação do jornal Popular da Tarde. Um competente repórter, ético, ser humano íntegro e de bons princípios e um amigo para todas as horas. Lamento muito sua morte e envio daqui minha solidariedade à sua família”, comentou o jornalista Sérgio Carvalho, colunista do Portal Futebol Interior e presidente da ACEISP (Associação dos Cronistas Esportivos do Interior de São Paulo).