LUTO: Ex-cronista famoso da Imprensa gaúcha também tomba pela covid-19

O profissional deixou as transmissões de rádio após sofrer um AVC, em 2012, mas foi um exemplo para muitos

por Agência Futebol Interior

Porto Alegre, RS, 11 (AFI) – A pandemia de coronavirus fez mais uma vítima na imprensa esportiva brasileira nesta segunda-feira à noite. Morreu Edegar Pascoal Schmidt, aos 70 anos, foi comentarista consagrado da rádio Guaíba. Edegar foi vítima de complicações da Covid-19. O profissional deixou as transmissões de rádio após sofrer um AVC, em 2012.

BELA CARREIRA

Edegard: bela carreira
Edegard: bela carreira

Schmidt nasceu em Cachoeira do Sul (RS) no dia 27 de fevereiro de 1950. Começou a carreira no Jornal do Povo, de sua cidade natal. Depois veio Porto Alegre, onde passou pelos jornais da Caldas Júnior: Correio do Povo, Folha Esportiva e Folha da Tarde.

Depois passou pela rádio Difusora, onde permaneceu por apenas sete dias, trocando-a pela Rádio Guaíba no final anos 1960. Começou como plantão de estúdio, passando depois a repórter e depois comentarista.

MUITA HISTÓRIA
Trabalhou também na rádio e na TV Gaúcha e foi diretor de Esportes da TV Tarobá, afiliada da Rede Bandeirantes, em Cascavel (PR).

Em seguida, voltou para Porto Alegre e comandou o Cadeira Cativa, programa esportivo que ele criou na TV2 Guaíba.

Ele também criou e apresentou o programa Preliminar, o Som do Futebol, na década de 1970.