Repórter do FI, Oscar Silva fala sobre reeleição de Reinaldo Carneiro Bastos

Na imprensa desde 1978, o profissional falou do pleito e o momento pelo qual vive a Federação Paulista de Futebol

por Oscar Silva

Campinas, SP, 08 (AFI) - Na última reportagem do Portal Futebol Interior sobre a eleição de Reinaldo Carneiro Bastos como presidente da Federação Paulista de Futebol até 2022, o repórter Oscar Silva também opinou sobre mais um mandato do cartola. Na imprensa desde 1978, o profissional falou do pleito e o momento pelo qual vive a entidade.

Candidato único, Reinaldo Carneiro Bastos foi eleito por aclamação pelos clubes e ligas do futebol paulista. Ele se reelegeu como líder da chapa "União Pelo Futebol", que também conta com os vice-presidentes Fernando Solleiro e Mauro Silva, ex-jogador da seleção brasileira que hoje faz parte da diretoria da FPF.

Foto: Gustavo Abraão Guimarães/Futebol Interior
Foto: Gustavo Abraão Guimarães/Futebol Interior

CONFIRA A OPINIÃO DE OSCAR SILVA
"A reeleição do presidente Reinaldo foi um bem para o futebol paulista, em especial, para os clubes do interior. Há muito tempo na entidade, ele tem uma vasta experiência, sabe das dificuldades pelo qual os clubes do interior passam, pois já foi presidente do Taubaté. Está sempre olhando para as necessidades e as dificuldades dos clubes do interior, olhando com muita atenção e carinho. Modernizou as competições, aumentou as cotas do clubes e sempre está ao lado dos interesses dos clubes paulistas junto à CBF. A tendência é ser melhor ainda, pois já demonstrou isso.

Implementou, em 2015, o programa Futebol Sustentável. Sucesso absoluto, é idealizado em parceria com a empresa E&L Marketing Esportivo. São mais de três milhões e meio de garrafas plásticas arrecadadas para o bem do meio ambiente. Todo o material é destinado a entidades filantrópicas das cidades do Estado. Ademais, mais de um milhão e meio de torcedores já foram beneficiados com o programa.

A Copa Paulista também cresceu e passou a ofertar duas vagas - uma para a Copa do Brasil, outra para o Brasileiro Série D. Reinaldo reformou o Estatuto da FPF, criou o Programa de Excelência, que premia clubes por suas gestões, renovou o quadro de funcionários da entidade e inovou ao alterar o Paulistão ao deixar as Séries A1, A2 e A3 com 16 times.

Multiplicou a subvenção aos clubes paulistas de R$ 7,8 milhões para R$ 17,9 milhões (aumento de 129,3%) e aumentou de R$ 103 milhões para R$ 145 milhões as cotas e patrocínios para os clubes. Para ajudar os clubes da região de São José do Rio Preto, será implantado o escritório regional em Mirassol, diminuindo as despesas e facilitando os serviços. Com este intuito e trabalho, sua reeleição é mais do que justa para o bem do futebol paulista".

 
 
" />