Jair Bolsonaro suspende dívidas de clubes brasileiros durante a pandemia

Na última quinta-feira (29), o presidente promulgou a suspensão das parcelas do Profut

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 30 (AFI) - Na última quinta-feira (29), o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, assinou a suspensão do pagamento das parcelas do Profut durante o período de pandemia pela Covid-19.

Mesmo tendo vetado o artigo da Lei 14.117 em janeiro deste ano, o presidente, após o Congresso derrubar o veto em abril, foi obrigado a promulgar tal artigo.


Foto: Twitter/Reprodução
Foto: Twitter/Reprodução

ENTENDA O PROFUT

Criado em 2015, o Profut está inserido no meio fiscal do futebol, com o parcelamento de dívidas pelas associações desportivas a juros baixos. Entre os grandes clubes do Brasil, por exemplo, apenas o Palmeiras não aderiu ao Profut.

DÍVIDAS SEGUEM!

Apesar da ação de Jair Bolsonaro, o valor que as associações deixarão de pagar será acrescido ao saldo devedor, além de existir a possibilidade da cobrança de juros. Tal cenário está previsto já que a decisão do presidente é retroativa, referindo-se a um período de calamidade entre março e dezembro de 2020, ocasionado pela pandemia da Covid-19.