Em meio a imbróglio, Cruzeiro enfim admite negociar meia com o Fla e estipula preço

Itair Machado, vice-presidente de futebol do Cruzeiro, revela ligação de Marcos Braz e afirma que negociações podem acontecer

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, SP, 04 (AFI) - Novela. Essa é a palavra que melhor descreve a situação envolvendo o meia Arrascaeta, o Cruzeiro e o Flamengo. Apesar disso, essa novela pode estar caminhando para o fim, feliz para alguns e triste para outros. Em meio ao imbróglio envolvendo a negociação, com notas oficiais divulgadas, a Raposa enfim admitiu negociar o meia argentino e estipulou um preço para negociar o atleta com time carioca.

A condição de negociar foi feita para que o atleta volta ao treinos de pré-temporada na Toca da Raposa, isso por que ele está sem treinar desde quinta-feira, ou seja, desde o primeiro dia de reapresentação e já foi multado pelo Cruzeiro. A ideia da diretoria do time mineiro é que ele volte a pensar na temporada, para depois pensar em qual dos dois times irá atuar.

Em meio a imbróglio, Cruzeiro enfim admite negociar meia com o Fla e estipula preço
Em meio a imbróglio, Cruzeiro enfim admite negociar meia com o Fla e estipula preço
Apesar da multa rescisória de Arrascaeta no Cruzeiro ser de 80 milhões de euros, ou seja, R$ 330 milhões na cotação atual, a cúpula da Raposa, por meio do vice-presidente de futebol Itair Machado aceita negociar o atleta caso receba uma quantia de 10 milhões de euros (R$ 43 milhões aproximadamente) líquidos pela negociação. Assim, retornando o investimento feito para obtar o jogador.

No entanto, para o Cruzeiro receber esse valor, o Defensor-URU (que revelou e vendeu Arrascaeta ao clube mineiro) e o Atenas-URU (que vendeu Latorre ao Cruzeiro em uma negociação conjunta com o meia) teriam de abrir mão de débitos da Raposa, envolvendo a contratação desses dois jogadores, que estão sendo resolvidos na Fifa.

 
 
" />