LUTO! Morre Bebeto de Freitas, ex-presidente do Botafogo e diretor do Atlético-MG

Bebeto de Freitas, que teve carreira gloriosa no vôlei e no futebol, sofreu um ataque cardíaco nesta terça-feira, no CT do Galo

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 13 (AFI) – O diretor de administração e controle do Atlético-MG, Bebeto de Freitas, 68 anos, morreu nesta terça-feira após passar mal no CT Cidade do Galo. Bebeto, que tem trajetória vencedora no futebol e no vôlei, chegou a receber atendimento médico, mas sofreu uma parada cardíaca e não resistiu.

A parada cardíaca aconteceu minutos depois de ele ter participado do lançamento oficial do time de futebol americano do Atlético-MG, o Galo FA, quando ele apresentava as dependências da Cidade do Galo. Bebeto foi atendido pelo médico do Galo, Marcos Vinicius, e um helicóptero e duas ambulâncias foram acionadas para fazer o atendimento, que aconteceu de forma imediata.

SUCESSO NO VÔLEI
Paulo Roberto Freitas foi jogador de vôlei e assumiu a seleção brasileira após se aposentar. Ele comandou o time antes de o esporte ficar tão famoso no país, na conhecida “geração de prata”, que brilhou nos Jogos Olímpicos de Los Angeles, nos Estados Unidos, em 1984. Bebeto também esteve à frente da seleção de vôlei em 1988, na Olimpíada de Seul, na Coreia do Sul. Ele liderou um time repleto de craques como William, Xandó, Montanaro e Renan

Bebeto foi jogador de vôlei do Botafogo, pelo qual conquistou 11 títulos estaduais consecutivos. Paulo Roberto Freitas, o Bebeto de Freitas, também foi o treinador do time da Atlântica Boavista na década de 1980, que rivalizou com a Pirelli, equipes que se tornaram referência no mundo do vôlei.

O ex-jogador também passou pelo vôlei da Itália, tendo jogado pelo Maxicono Parma, multicampeão da modalidade, o que levou o treinador ao comando da seleção italiana entre 1997 e 1998. Ele venceu a Liga Mundial em 1997.

E NO FUTEBOL
A carreira vitoriosa de Bebeto de Freitas não se limitou ao voleibol. Ele foi convidado por Nélio Brant para ser Manager do Atlético-MG em 1999, tendo sido um dos responsáveis por conquistas como o Campeonato Mineiro, vice-campeonato brasileiro de 1999 e o quarto lugar em 2001.

Bebeto chegou a ser presidente do Botafogo-RJ entre 2003 e 2008. O alvinegro de General Severiano era o clube de coração de Bebeto. No Rio de Janeiro, ele levou o time à elite do Brasileiro em 2003 e conquistou o Campeonato Carioca de 2006.

Ele ainda teve passagem pela política de Belo Horizonte, tendo assumido a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, durante a gestão do prefeito Alexandre Kalil, com quem trabalhará no Atlético-MG. Bebeto de Freitas retornou ao Galo no final do ano passado para o cargo de diretor de administração e controle.

 
 
" />