Ex-comandante da Jamaica, René Simões reforça qualidade do treinador brasileiro

Aos 67 anos, profissional soma passagens por Botafogo, Fluminense, Bahia, Coritiba, entre outros

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 14 (AFI) - 14 de janeiro é nacionalmente conhecido por ser o 'Dia dos Treinadores de Futebol' no Brasil.

Por conta disso, o Portal Futebol Interior está entrevistando diversos técnicos para falar da profissão nesta data tão especial.

Em mensagens enviada à reportagem, René Simões cobrou maior respeito aos treinadores brasileiros e defendeu que os profissionais tupiniquins têm qualidade de sobra para mostrar serviço"

"Aproveito para mandar um abraço aos meus colegas treinadores. Ontem, no programa 'Os Donos da Bola', da Bandeirantes, fiz defesa enfática e fui contra a um jornalista que, no dia anterior, deu entrevista dizendo que os treinadores brasileiros têm de ser mandado embora e que eles acabam com o futebol do país", comentou.

"Essa declaração dele é lamentável. Competência não falta. Eu sou a favor dos treinadores estrangeiros. Que possamos colocá-los aqui e dar chance. Agora, como fizemos com o Jorge Sampaoli... não ganhou nada no ano passado, mas é ótimo treinador. Vamos deixar o técnico ficar a temporada toda e dar chance para que ele produza resultados", emendou.

René voltou a defender a tão sonhada continuidade aos treinadores e usou o exemplo do Santos no ano passado para sustentar seu argumento

René Simões no comando da Jamaica
René Simões no comando da Jamaica
"No Santos, o treinador brasileiro teria sido mandado embora no Campeonato Paulista. Depois, na Copa do Brasil, que perdeu. Na Sul-Americana, também. Não ficaria até o final do Campeonato Brasileiro, competição em que teve desempenho maravilhoso. Que todos possam ser tratados da mesma forma. Competência temos, e muita, aqui. Um abraço a todos e parabéns pelo seu dia", fechou

René Simões, aos 67 anos, tem currículo vasto à beira do gramado: Serrano, Olaria, Fluminense, Mesquita, Portuguesa, Seleção Brasileira (Sub 23, Sub 20 e Sub 17), Vitória de Guimarães (POR), Bahia, Ferroviária, Ponte Preta, Vitória, Santa Cruz, Vila Nova, Coritiba, Portuguesa, Ceará, Atlético-GO, Barueri, Botafogo, Figueirense e Macaé.

Além disso, soma passagens pelas seleções de Jamaica, Costa Rica, Honduras, Trinidad e Tobago e futebol dos Emirados Árabes Unidos e do Catar.