Indiamara Schmieleski elogia curso do Sitrefesp e parabeniza alunos

51º Curso para Treinadores de Futebol recebeu quase 100 alunos e foi realizado entre 21 e 25 de maio

por Agência Futebol Interior

São Paulo - A presidente Indiamara Schmieleski (foto / Sitrefesp / Divulgação) aprovou a execução do 51º Curso para Treinadores de Futebol promovido pelo Sindicato dos Treinadores de Futebol Profissional do Estado de São Paulo (Sitrefesp). O evento foi encerrado nesta semana e contou com a participação de quase 100 alunos. A abertura foi em 21 de maio. As aulas teóricas e práticas aconteceram em 22, 23 e 24 de maio. No dia 25 houve palestras e a entrega de certificados.

"Se todos se unirem e trabalharem em conjunto, para o bem da equipe, na mesma direção e para o mesmo objetivo, o sucesso será uma certeza, assim como a satisfação e a realização pelo trabalho feito. Parabéns ao todos os treinadores do 51º Curso para Treinadores de Futebol, que todos possam ter chegado bem em seus lares", disse Indiamara Schmieleski (confira a carta na íntegra no final da matéria).

A primeira palestrante da edição 2018 do curso foi Emily Lima que comanda o futebol feminino do Santos FC. O técnico Sérgio Soares, Aplicação de Esquema Tático, também deu sua contribuição. Houve ainda palestra do Instrutor de Arbitragem da Federação Paulista de Futebol, Roberto Peraci, que falou sobre regras do jogo, além de Mauricio Marques, coordenador de Cursos Técnico da CBF Academy, sobre Futsal Auto Rendimento. Ainda nesta terça-feira, mas no período da tarde, a vez será do técnico Wagner Lopes, que falará sobre Transição Tática Ofensiva e Defensiva.

Em campo!

Houve ainda o momento em que os participantes puderam ir ao Nacional, time do Paulista A2, para as aulas práticas com o técnico português João Mota e com o experiente preparador-físico José Roberto Portela. Naquele dia, o professor Osvaldo Torres, coordenador Acadêmico da CBF Academy, palestrou sobre Planejamento e Ética. Na sequência, foi a vez de o preparador de goleiros Carlos Pracidelli, com passagem pelo Palmeiras, Chelsea e que participou de duas Copas do Mundo pela Seleção Brasileira.

Houve ainda palestra do Prof. Carlos Alberto Santos - o tema foi Comunicação, Desenvolvimento Neurocomportamental. Em seguida, foi a vez de o técnico Leandro Mehlich falar sobre Metodologia de Treinamento. Depois, os alunos foram para o gramado do Naça, onde os alunos participaram do Treinamento de Campo. No período da tarde, ainda no campo, foi a vez de os professores Aguinaldo, Marquinhos e Cleverson Rocha realizarem Treinamentos de Jogos Reduzidos.

O último dia do curso teve palestra do Dr. Gustavo Ariani. Ele falou sobre Mapeamento de Lesões. Já Antônio Carlos Gomes, Consultor Cientifico do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), abordou o Desenvolvimento de Atleta.

O Curso para Treinadores de Futebol teve como objetivo principal, capacitar profissionais que atuam ou desejam atuar no futebol como treinador e também, proporcionar o desenvolvimento de suas carreiras desde a iniciação até o alto rendimento. Fazendo com que suas competências e habilidades se desenvolvam de forma plena. O aluno que faz o curso qualifica-se mais em sua profissão e prepara-se para o mercado de trabalho. Conforme lei número 8.650/93 – lei do treinador.

Entre os palestrantes estavam Antônio Carlos Gomes, Osvaldo Torres, Maurício Marques, Carlos Pracidelli, João Motta, José Roberto Portella, Leandro Mehlich, Estevam Soares e Nogueira Jr. Com carga de 40 horas, os temas debatidos serão Construção Tática do Jogo, Ética, Fisiologia, Preparação Física, Análise e Pratica do Treinamento de campo, Metodologia de treinamento, Treinamento de goleiros, Futsal x Futebol, Futebol feminino e Arbitragem.

Confira na íntegra a carta de Indiamara Schmieleski:

Todos nós em algum momento da vida, já escutamos a expressão “a união faz a força”. É uma expressão muito conhecida e usada, mas, de uma sabedoria imensa, pois o sucesso do trabalho em equipe passa justamente pela união, pelo trabalho em conjunto.

Cada indivíduo, com todas as suas singularidades, é importante, mas para alcançar um bem maior e comum, cada um deve trabalhar para o todo, em função do conjunto.

Basta pensar que se o objetivo fosse, por exemplo, mover um objeto de grandes dimensões se todos se unirem e empurrarem na mesma direção, a meta será atingida em menor tempo e com menor esforço.

Então, se todos se unirem e trabalharem em conjunto, para o bem da equipe, na mesma direção e para o mesmo objetivo, o sucesso será uma certeza, assim como a satisfação e a realização pelo trabalho feito.

Parabéns ao todos os treinadores do 51º Curso para Treinadores de Futebol, que todos possam ter chegado bem em seus lares!

Conte sempre com o Sitrefesp.

Obrigada,
Indiamara Schmieleski