CBF vai parar Brasileiro Feminino para Olimpíada e unifica período para estaduais

Entidade publicou nesta terça-feira o calendário das competições da temporada 2021

por Agência Estado

Campinas, SP, 05 - A CBF publicou nesta quarta-feira o calendário das competições de futebol feminino na temporada 2021 e determinou que ele será aberto com o Campeonato Brasileiro, com início previsto para 28 de março. O torneio ficará paralisado durante o período de realização da Olimpíada de Tóquio, ao contrário das competições do futebol masculino.

Disputado por 16 times, o Brasileiro Feminino terá um hiato ao fim da primeira fase, com a disputa da 15.ª rodada. E a retomada, com o começo do mata-mata, foi agendada para 15 de agosto. Já a decisão está prevista para 26 de setembro. Logo na sequência, começará a Libertadores de 2021, marcada para o Chile, de 30 de setembro a 12 de outubro.
Taça do Brasileirão Feminino (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Taça do Brasileirão Feminino (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

UNIFICADO

A CBF também buscou unificar o período de disputa dos estaduais, organizados pelas confederações. Para isso, reservou 16 datas para a realização desses torneios. A indicação é de que eles podem começar em 11 de agosto, ainda com o Brasileirão em disputa. E a última data reservada para eles é o dia 19 de dezembro.

Em 2021, além da Série A1 do Brasileiro, a CBF voltará a organizar a divisão de acesso, a A2. Assim como ocorreu na temporada 2020, serão 36 participantes, com ao menos um representante de cada estado.

O cronograma também prevê a disputa de torneios das categorias de base: o Campeonato Brasileiro Sub-18 e o Sub-16, além da Liga de Desenvolvimento da Conmebol Sub-16 e Sub-14.

"Nosso principal compromisso é a manutenção e o aprimoramento das competições de futebol feminino. Teremos sete campeonatos em 2021, além do Brasileirão Feminino A2 que será concluído. Além disso, pela primeira vez teremos um período unificado para a realização dos Campeonatos Estaduais. Será um calendário intenso com competições distribuídas ao longo de todo o ano, sendo a maior parte campeonatos de base, e isso é muito importante dentro do processo de desenvolvimento do futebol feminino", destaca Aline Pellegrino, coordenadora de competições femininas da CBF, ao site oficial da confederação.

AINDA EM 2020

Com o longo período de paralisação das competições por causa da pandemia do coronavírus, a temporada 2020 ainda não chegou ao fim. Com isso, o mês de janeiro ainda terá as semifinais, nos dias 10 e 17, e as decisões, nos dias 24 e 31, da Série A 2 do Brasileiro. Os duelos que vão definir os finalistas são Botafogo x Bahia e Napoli-SC x Real Brasília.

Além disso, a CBF também definiu que os torneios estaduais de 2020 ainda não realizados podem ser disputados até o fim de março, antes do início do Brasileirão. Além disso, lembrou que a Libertadores Feminina, com as presenças de Corinthians, Ferroviária e Avaí/Kindermann, ocorrerá de 5 a 21 de março.