CBF enaltece as qualidades de Vadão: "Profissional leal"

Ex-treinador da Seleção Brasileira de futebol feminino faleceu, nesta segunda-feira, de câncer no fígado

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 25 (AFI) - A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) lamentou, em suas redes sociais, a morte de Oswaldo Alvarez, o Vadão. O ex-treinador da Seleção Brasileira de futebol feminino faleceu, nesta segunda-feira, de câncer no fígado.

"A CBF e a família do futebol lamentam o falecimento do técnico Oswaldo Alvarez. Profissional leal, nunca mediu esforços no exercício da função e trouxe resultados fundamentais para a Seleção Feminina. O Futebol Brasileiro agradece sua contribuição!", escreveu a entidade em seu twitter oficial.

O perfil do Campeonato Brasileiro de futebol feminino, também vinculado à CBF, foi mais um que lamentou a morte de Vadão.

Vai em paz, professor! (Foto: Rafael Ribeiro / CBF)
Vai em paz, professor! (Foto: Rafael Ribeiro / CBF)

FEMININO!
"A CBF, sua Diretoria, colaboradores e toda a família do futebol lamentam profundamente o falecimento do técnico Oswaldo Alvarez. Profissional leal e qualificado, nunca mediu esforços no exercício de sua função e trouxe resultados fundamentais para a história da Seleção Brasileira Feminina, em mais de 4 anos liderando como técnico. O Futebol Brasileiro agradece por toda sua contribuição. Sentiremos falta da sua liderança e do seu exemplo. Esteja em paz, Vadão!".

Seu último trabalho foi na seleção brasileira feminina. Deixou o comando em meados do ano passado após a Copa do Mundo na França. Em suas duas passagens, Vadão conquistou duas Copas Américas (2014 e 2018), a medalha de ouro nos jogos Pan-Americanos de 2015, dois Torneios Internacionais, além de um quarto lugar nos Jogos Olímpicos do Brasil em 2016.

LUTO!
Vadão faleceu, nesta segunda-feira, decorrente de complicações relacionadas a um câncer no fígado, o qual acabou evoluindo para outros órgãos. O corpo dele irá para Monte Azul Paulista, interior paulista, nesta tarde.

Oswaldo Alvares, 63 anos, deixa sua esposa Ana Alvarez e dois filhos, Adriano e Carolina Alvares, que fazia a parte de assessoria de imprensa do pai. O velório e sepultamento - restrito aos familiares por conta da pandemia do novo coronavírus - acontecerão em Monte Azul Paulista, sua terra natal.